Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020

Amy Winehouse morreu por excesso de álcool, dizem jornais

Amy Winehouse morreu por excesso de álcool, dizem jornais

26 outubro 2011 - 13h50
G1

Amy Winehouse morreu por excesso de álcool, segundo jornais. A cantora britânica, que foi encontrada morta em sua casa em Londres, teve uma "morte acidental", após consumir quantidade de álcool cinco vezes maior do que a taxa de permissão para dirigir.

Após três semanas de abstinência, "a consequência não deliberada deste nível potencialmente fatal foi sua repentina e inesperada morte", informou Suzanne Greenway, responsável pelo inquérito que investiga a morte da artista.

Ela morreu aos 27 anos no dia 23 de julho, após três semanas de abstinência. Nesta quarta-feira (26), um legista britânico ouviu declarações dos pais de Amy sobre as últimas horas da vida da cantora, como parte do inquérito sobre sua morte. Exames toxicológicos anteriores tinham indicado que seu corpo não tinha substâncias ilegais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DIREITOS HUMANOS
Mídia é parceira no combate violência para mulher, dizem especialistas
JUSTIÇA
2ª Câmara Criminal mantém sentença de condenado por tráfico de drogas
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda e cai a R$ 5,32
REGIÃO
Polícia Militar prende autor de ameaça com simulacro em Paranaíba