Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020

Aplicativo auxilia no aprendizado de português por crianças surdas

Aplicativo auxilia no aprendizado de português por crianças surdas

14 dezembro 2015 - 08h45Por Agência Brasil
Pensado para auxiliar na alfabetização de crianças surdas, o aplicativo Wyz é o primeiro jogo digital feito especialmente para ajudar na aprendizagem da língua portuguesa. Com apoio da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR), pesquisadores desenvolveram a ferramenta para incrementar o vocabulário, a partir de imagens e figuras, que, quando ligadas da forma correta, ensinam algumas palavras ao usuário.

Sem domínio do português, Natã, de 12 anos, é uma das crianças que fazem do jogo uma forma divertida de aprender o idioma. Diariamente, ele imerge nas aventuras do viajante espacial Wyz para pegar as letras perdidas no planeta Z, formar palavras e superar os obstáculos. Com o tablet no colo, ligado no jogo Wyz, ele se agita, empolga e, principalmente, aprende.

A dona de casa Janete do Vale, mãe de Natã, contou que aprender português é complicado para um surdo e diz que a aprendizagem é uma batalha diária para ele. O filho nasceu com surdez profunda bilateral, que tirou a audição nos dois ouvidos. Segundo artigo publicado na Revista Brasileira de Otorrinolaringologia, a surdez profunda bilateral atinge um em cada grupo de 1.000 recém-nascidos. Natã é o único caso de deficiência auditiva na família Vale, ressalta.

“O aplicativo veio para ajudar no aprendizado de Natã. Muitas vezes, ele lê uma palavra, mas não a entende. Então, para explicar tem que ser por meio de figuras, como é feito no jogo, com auxílio também da intérprete. Natã consegue entender o que está sendo passado e o que ele precisa fazer no jogo”, acrescenta.

Segundo Janete, assim como o significado do nome do filho, o Wyz veio como um presente de Deus para o jovem Natã. Ela destacou que desde o início do contato com o aplicativo, o filho teve uma melhora muito boa.

A programadora Patricia Leite, de 29 anos, a designer Nicole Ribeiro, de 30, e o ilustrador Eduardo Stumpf, de 26, desenvolveram o aplicativo Wyz. Patricia afirmou que apesar de o foco principal do jogo ser auxiliar a criança a aumentar o vocabulário, há outras funções extras no game, como a aprendizagem de novos sinais da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e a associação dos sinais com as palavras já conhecidas em português.

“A gente desenvolveu uma forma para que as palavras nunca fiquem isoladas durante o jogo. Todas as frases estão escritas em um contexto porque, para o surdo, as letras e palavras são desenhos, não existe associação sonora do desenho com o que a criança vê.” Em apoio à Lei nº 10.436/02, que garante o direito à educação bilíngue, o jogo é apresentado em libras e português.

Patrícia disse ainda que até o momento não há nenhuma comprovação científica dos impactos do aplicativo na aprendizagem da língua portuguesa por crianças. Segundo ela, essa pesquisa deve ser feita quando a programadora iniciar o mestrado, em 2016. “A ideia para a pesquisa é normalizar a amostra com relação à parte pedagógica”, enfatizou.

De acordo com a pedagoga Sueli Fernandes, especialista em educação de surdos, os deficientes auditivos têm dificuldades em aprender a língua portuguesa, principalmente pela falta de profissionais bilíngues e pelo atraso na aprendizagem da língua de sinais, porque ela só é ensinada, em muitos casos, quando a criança vai para a escola. Diretora do Departamento de Ensino Básico do Instituto Nacional de Educação de Surdos, Amanda Ribeiro diz que o desafio está no desenvolvimento de estratégias pedagógicas específicas para esse público.

Segundo ela, “não se pode utilizar o mesmo material pedagógico que utilizamos com ouvintes. Tampouco podemos esperar que apenas apresentando uma série de palavras, sem contextualização, o aluno tenha como internalizá-las e incorporar ao seu vocabulário. Toda língua é um fato social, e faz-se necessário apresentar o texto vinculado ao contexto de sua produção, com auxílio de vídeos, imagens, ou mesmo em sua forma concreta”.

A Pesquisa Nacional de Saúde 2013 estimou que cerca de 800 mil brasileiros até 17 anos tinham deficiência auditiva à época.

Sobre o jogo

Lançado em março deste ano, o Wyz (http://www.los4pixs.com/wyz/) já tem quase 500 downloads. Porém, ele só está disponível para tablets com sistema iOS. A opção pelo tablet é por causa do tamanho da tela, pois em tela pequena a criança poderia ter dificuldades em ler o texto e em enxergar a intérprete.

O Wyz é um viajante do espaço, que tirou a licença para pilotar, mas após perder o controle da nave ele cai no planeta Z, onde o jogo se desenvolve. Enquanto ele explora o novo planeta, o personagem recupera, gradativamente, as partes perdidas da nave para seguir sua aventura em busca de novos mundos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INTERNACIONAL
Museu sobre acidente nuclear de Fukushima abre suas portas
INTERNACIONAL
Protestos contra monarquia ganham força na Tailândia
CAMPO GRANDE
Homem tenta fugir, mas acaba preso com tabletes de maconha em mochila
NATUREZA
As histórias por trás de 3 fotos dos incêndios no Pantanal que viralizaram