Menu
Busca quinta, 03 de dezembro de 2020

Após polêmica, Dagoberto volta ao São Paulo como meia

Após polêmica, Dagoberto volta ao São Paulo como meia

18 novembro 2011 - 17h00
Folha

Barrado na derrota por 1 a 0 para o Atlético-PR, quarta-feira, Dagoberto voltará a ser titular do São Paulo na partida de amanhã, ante o América-MG, no Morumbi.

Mas o artilheiro do clube na temporada, com 22 gols, não jogará como atacante, sua posição habitual.

No coletivo comandado pelo técnico Emerson Leão na manhã desta sexta, o camisa 25 foi meia e teve a missão de municiar o trio ofensivo, formado por Lucas, Fernandinho e Luis Fabiano.

"Eu disse ao Dagoberto que ele poderia recuar para receber essa bola e distribui-la. Ele gosta de voltar, vai se desgastar mesmo e render mais. É um teste", afirmou.

O treinador também negou que a decisão de não escalar o atacante na última partida veio do presidente Juvenal Juvêncio, como havia dito o jogador ontem.

"O presidente não interferiu em absolutamente nada. A responsabilidade é minha. No ensaio para o jogo, ele já havia perdido a titularidade. Mantivemos os dois flancos marcadores, e ele não sabe fazer isso", adicionou.

Contra o Atlético-PR, clube do qual saiu em litígio com a diretoria, Dagoberto ficou no banco o tempo todo.

Desde que chegou ao São Paulo, em 2007, ele só jogou uma vez na Arena da Baixada. Segundo o atacante, culpa do presidente são-paulino, que queria evitar problemas com a torcida paranaense.

O jogador já assinou pré-contrato para se transferir em abril para o Internacional, um dos rivais são-paulinos por vaga na Libertadores --o clube gaúcho negocia agora para tentar antecipar sua chegada para o começo do ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Governo apresentará meta de déficit para 2021, diz Guedes
NESTA SEXTA-FEIRA
Práticas da Agepen serão apresentadas no IV Seminário sobre trabalho prisional do Depen
NOTÍCIAS
Coordenadoria da Mulher capacita efetivo da PM de municípios do interior
ECONOMIA
Agropecuária cai no trimestre, mas mantém influência positiva no PIB