Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021

Aprenda a evitar pêlos encravados e tire dúvidas sobre o assunto

Aprenda a evitar pêlos encravados e tire dúvidas sobre o assunto

25 abril 2012 - 15h50
Terra


Depois da depilação, os pelos encravados e as bolinhas vermelhas com pus (foliculite) costumam incomodar muitas mulheres. Aparecem no bumbum, virilha, pernas... Quer saber como evitar o problema e tratá-lo? Então, confira essas e outras curiosidades, listadas pela dermatologista Paula Cabral, da Clínica Hagla, no Rio de Janeiro.

O pelo encrava porque a pele se torna espessa devido a agressões, como depilação, atrito com roupas ou compressão.

Foliculite (infecção nos folículos pilosos) está relacionada ao pelo encravado. É que a inflamação é a única forma que o organismo tem para expulsar um pelo. Então, inflama e forma o pus para aumentar a pressão e fazer com que saia.

Para evitar, faça uma leve esfoliação um dia antes da depilação. Repita a operação alguns dias depois.

Use roupas folgadas e ventiladas sempre que se depilar. Isso também ajuda a evitar o problema.

Evite comprimir a área da depilação e crie o hábito de usar bucha vegetal no banho.

Quando o pelo está encravado, não tente retirá-lo, pois pode provocar mais inflamação. Além disso, não se deve manusear a região, porque é uma porta aberta para bactérias e fungos. Vale usar bucha vegetal. Se o pelo encravado estiver com uma inflação com pus, o ideal é procurar um dermatologista.

As peles negra e morena são mais propensas ao problema por causa da constituição do pelo. Mas tudo depende do cuidado pessoal.

Entre os possíveis tratamentos que o dermatologista pode indicar para a foliculite estão as esfoliações químicas (peelings de ácido glicólico, salicílico ou mandélico, feitos somente em clínicas por profissionais habilitados) ou mecânicas (peeling de cristal e de diamante, também realizados em clínicas). Nesses casos, é indicado que o paciente não se exponha ao sol antes ou depois da aplicação para evitar o surgimento de manchas. Após o procedimento, a dica é aplicar um hidratante. Nos casos mais graves, quando a pessoa desenvolve uma inflamação muito severa que se transforma em infecções, existe a possibilidade de remover os pelos por meio do laser.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Em quatro dias, mais de 11 mil pessoas foram vacinadas contra Covid-19 em Mato Grosso do Sul
SAÚDE
Vacinas da AstraZeneca chegam ao Brasil
SAÚDE
Covid-19: Anvisa aprova segundo lote da vacina CoronaVac
CIDADES
Prorrogado por mais 15 dias o toque de recolher no MS