Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020

Comitê Olímpico dos EUA nega orientação contra Olimpíadas por zika

09 fevereiro 2016 - 08h30Por G1
O Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC, na sigla em inglês) afirmou nesta segunda-feira (8), num pequeno comunicado, que não é verdade que esteja estimulando seus atletas a não participarem dos Jogos Rio-2016 por causa do vírus da zika.

"As notícias que indicam que o Comitê Olímpico dos Estados Unidos aconselhou seus atletas a reconsiderarem sua participação nas Olimpíadas do Rio, devido ao vírus Zika são 100% inexatas", disse o porta-voz do USOC, Patrick Sandusky.

"A equipe americana já olha para os Jogos e não evitamos, nem vamos evitar, que nossos atletas compitam por seu país, se se classificarem", acrescentou.

O comunicado nega que "o Comitê Olímpico dos Estados Unidos tenha dito às federações esportivas do país que os atletas e o pessoal interessado em sua saúde pelo vírus da zika devam considerar não ir aos Jogos Olímpicos de Rio-2016", que acontecem de 5 a 21 de agosto.

Segundo a imprensa americana, a mensagem foi divulgada em uma teleconferência entre funcionários do USOC e dirigentes das federações esportivas dos Estados Unidos no final de janeiro.

Segundo a agência Reuters, atletas, funcionários e dirigentes de federações esportivas norte-americanas discutiram a questão com o USOC em janeiro, por teleconferência, e o presidente do conselho, Donald Anthony, teria afirmado que “caso os atletas não se sentissem confortáveis poderiam considerar não ir aos Jogos”.

Como instituição, o USOC ainda não publicou recomendações para seus atletas e funcionários, além do que já foi emitido pela Organização Mundial de Saúde. A OMS declarou emergência médica global diante da rápida propagação do vírus da zika.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Polícia Militar Ambiental de Costa Rica autua em R$ 10 mil e interdita lava jato e borracharia por poluição ambiental
JUSTIÇA
Universidade que descumpriu parcelamento privado deve indenizar estudante
ECONOMIA
Tesouro descarta preocupação com encurtamento da dívida pública
REGIÃO
Pescador profissional e autônomo são autuados em R$ 10 mil por abater dourado e pescar com redes e tarrafa e apreende 50 kg de pescado e petrechos ilegais