Menu
Busca sábado, 26 de setembro de 2020

Cuba rebate críticas da União Europeia sobre presos políticos

07 fevereiro 2012 - 14h01
ANSA

O governo de Cuba classificou as declarações da chefe diplomática da União Europeia (UE),Catherine Ashton, sobre as prisões de opositores no país como uma "nova ingerência em assuntos cubanos".

"Rechaçamos categoricamente tais declarações, que constituem uma nova ingerência nos assuntos de Cuba. A sra. Ashton se imiscui em temas que competem unicamente aos cubanos", protestou o diretor interino de Europa do Ministério de Relações Exteriores de Cuba, Elio Rodríguez.

Ashton, Alta Representante para a Política Exterior e de Segurança da EU, afirmou recentemente que o bloco "está preocupado" com a "reativação de prisões temporárias de manifestantes pacíficos em Cuba".

Rodríguez, por sua vez, disse que Cuba reitera à UE que o país "não reconhece autoridade moral nem política nenhuma para criticar a ilha em matéria de direitos humanos".

"Instamos ao bloco que se ocupe dos graves problemas que o afligem", atestou, citando "a crise do euro, a política anti-imigrantes, a violenta repressão contra os manifestantes e a crescente exclusão social de seus desempregados e setores de menos renda".

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Crianças tem sobrenome acrescentado de avô materno após decisão da Justiça em MS
GERAL
Polícia Federal prende prefeitos de Rondônia por suspeita de corrupção
CRISE AMBIENTAL
Papa cita na ONU 'perigosa situação da Amazônia e dos indígenas'
INFORME PUBLICITÁRIO
Universidad Columbia del Paraguay, filial de Pedro Juan, abre matrículas para Medicina