Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020

Delcídio traiu confiança do PT e do governo, diz presidente do partido

Delcídio traiu confiança do PT e do governo, diz presidente do partido

01 dezembro 2015 - 11h00Por FOLHAPRESS
O presidente do PT, Rui Falcão, disse nesta segunda (30) que o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso na semana passada sob suspeita de atrapalhar as investigações da Lava Jato, "traiu a confiança" de seu partido e do governo Dilma Rousseff.

"Todos sabemos que há uma seletividade nas investigações da Lava Jato, como também são nítidas as manobras para criminalizar o PT como instituição. [...] Nada disso, contudo, exime o senador do delito de usar seu cargo em benefício próprio, com prejuízos para o PT, o governo e o próprio País, sobretudo ao cogitar o suborno e a fuga de um criminoso que estaria colaborando com a Justiça", afirmou Falcão em sua coluna semanal publicada no site do partido.

Delcídio foi preso depois que Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, entregou à Procuradoria-Geral da República a gravação de uma conversa na qual o parlamentar diz ter influência política sobre ministros do STF para tentar libertar Cerveró e organiza um plano de fuga para levá-lo à Europa.

O petista já havia publicado uma nota dura contra o ex-líder do governo no Senado, quando o senador foi preso na operação que também levou à cadeia o banqueiro André Esteves. Na ocasião, Falcão foi criticado por correligionários e até pela oposição por abandonar o senador. Alguns dirigentes do PT chegaram a dizer que a nota era "desastrosa" por envolver a sigla na polêmica.

"É injusta a crítica de que não defendemos o Estado Democrático de Direito ao divulgar a nota que reprova as "tratativas" do senador já amplamente divulgadas. Há muito temos alertado para o surgimento de um "embrião do estado de exceção dentro do Estado de Direito". Da mesma forma, temos denunciado o cerco ao PT, à Dilma e ao Lula por setores do aparelho de estado capturados pela direita", rebateu nesta segunda.

Na semana que vem, a reunião da Executiva Nacional do PT vai debater a expulsão de Delcídio. Segundo integrantes da cúpula do partido, a tendência é pela desfiliação do parlamentar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTÍCIAS
3ª Câmara Criminal mantém prisão preventiva de acusado de feminicídio
MS
Agência convoca substitutos de programa habitacional na Capital
POLÍTICA
Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para covid-19
NOTÍCIAS
Negada indenização a vizinho por não comprovar ofensas