Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020

Dólar interrompe série de 4 quedas, volta a subir e fecha em R$ 3,877

30 dezembro 2015 - 08h15Por UOL
Após começar o dia em queda e chegar a ser cotado abaixo de R$ 3,85, o dólar comercial inverteu o movimento à tarde e fechou esta terça-feira (29) com alta de 0,44%, valendo R$ 3,877 na venda. Com isso, a moeda norte-americana interrompe uma sequência de quatro baixas.

Na véspera, o dólar havia caído 2,10%. No mês, a moeda acumula baixa de 0,25%. No ano, porém, já subiu 45,82%.

Sessão de poucos negócios

A sessão desta terça-feira foi novamente marcada por poucos negócios devido à proximidade do feriado de Ano-Novo, o que deixou o mercado mais sensível a operações pontuais e de menor valor, segundo operadores consultados pela agência de notícias Reuters.

No cenário econômico, investidores continuavam preocupados com as contas públicas. Pela manhã, o Banco Central informou que o Brasil teve deficit primário de R$ 39,520 bilhões no acumulado do ano até novembro. Isso representa o dobro do registrado no mesmo período do ano passado (-R$ 19,642 bilhões).

Deficit primário significa que o país não conseguiu economizar para pagar os juros da dívida.

Na véspera, o governo afirmou que considera estratégico pagar integralmente as pedaladas fiscais ainda neste ano.

Atuações do BC

O Banco Central terminou nesta sessão a rolagem dos 11.260 contratos de swap cambial (equivalentes à venda futura de dólares) que vencem em janeiro. O próximo lote de swaps vence em 1º de fevereiro de 2016 e equivale a US$ 10,431 bilhões.

Os leilões de rolagem servem para adiar os vencimentos de contratos que foram vendidos no passado. Isso ajuda em tese a evitar que a cotação do dólar suba mais, porque os investidores não compram a moeda agora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLICIA CIVIL
Veículo tomado em golpe do falso frete em Dourados é recuperado
DOURADOS
Após reclamações de calorão, prefeitura fará 'reparos' na Central do Cidadão
SAÚDE
Governo brasileiro confirma intenção de aderir à Covax
Alerta
Morador de MS recebe pacote de sementes da China por correio e governo emite alerta para riscos