Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021

Em cinco anos, Ronaldinho Gaúcho tem desvalorização de 93%

Em cinco anos, Ronaldinho Gaúcho tem desvalorização de 93%

19 abril 2012 - 16h30
IG


Ronaldinho Gaúcho não brilhou como se esperava na Copa Libertadores, o Flamengo foi eliminado do torneio ainda na fase de grupos e os dias do meio-campista na Gávea estão contados, tanto que nem a presidenta Patrícia Amorim assegura a permanência do camisa 10 a partir do meio do ano.

Aos 32 anos de idade, Ronaldinho vê sua carreira desabar. E a queda livre não está apenas dentro de campo como também fora dele. De acordo com estudo divulgado pela Pluri Consultoria, o jogador sofreu uma desvalorização imensa em cinco anos e a estimativa de mercado do atleta caiu em 93% de 2007 para cá.

Na sua última temporada com a camisa do Barcelona , Ronaldinho valia 70 milhões de euros (R$ 172,6 milhões). Hoje, segundo o relatório, o valor do meio-campista caiu para 4,5 milhões de euros, algo em torno de R$ 11,1 milhões. Essa estimativa é menor até que a cotação do jogador quando ele apareceu para o futebol com a camisa do Grêmio , em 2000.

Outro fator que pesa na redução de seu valor de mercado é a dificuldade (também evidenciada neste período no Flamengo) de se gerar receitas de marketing a partir da presença de Ronaldinho, o que diminui sensivelmente o interesse de futuros parceiros em viabilizar novas operações desta natureza.

Aliado a isso, pesa a queda no prestígio internacional, fator que reduz as opções de colocação em clubes médios e pequenos da Europa, ou mercados alternativos que estejam atrás de alguma atenção internacional, como Oriente Médio e China, por exemplo. O estudo diz que a imagem de craque e talento raro que Ronaldinho sempre teve está sendo substituída pela de "baladeiro" e pouco comprometido com os clubes em que atua.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford
EDUCAÇÃO
Enem 2020: confira hoje a correção das provas ao vivo
BRASIL
Mesmo com vacina, vitória sobre coronavírus passa por 'mudança de comportamento social'
Antônio Barra Torres deu declaração ao abrir reunião da Anvisa que analisa pedidos de uso emergencial de duas vacinas contra Covid-19
SAÚDE
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado