Menu
Busca sábado, 26 de setembro de 2020

Gato é sacrificado em SP após levar tiro de espingarda nas patas

10 janeiro 2012 - 16h30
G1

Um gato foi sacrificado nesta segunda-feira (9) após levar um tiro de espingarda nas patas em Araraquara, no interior de São Paulo. O homem que executou o tiro no domingo (8), um aposentado de 71 anos, foi preso em flagrante por porte ilegal de arma e multado em R$ 1,5 mil pela Polícia Ambiental por maus-tratos a animais. Ele pagou fiança no valor R$ 650 e foi liberado em seguida.

O gato, que se chamava Príncipe, pertence a um vizinho do aposentado. Segundo o homem detido, várias tentativas de expulsar o animal da casa dele já tinham sido feitas. Ele afirmou que era comum o gato espalhar lixo pelo quintal, sujar as paredes da casa e defecar pelo local, e que queria apenas assustar o animal.

Cirurgia
Assim que o gato foi baleado, os donos o levaram para um hospital veterinário. A médica Mariana dos Santos Lima atendeu Príncipe, raspou o pelo na região atingida, fez a imobilização, e aplicou um medicamento para a dor. "A bala atingiu a região dos vasos e nervos, por isso, [a pata] teria de ser amputada", explicou.

O gato passou por um exame de raio X na tarde desta segunda e o próximo passo seria agendar os procedimentos cirúrgicos, mas seus donos afirmaram que não tem dinheiro para arcar com os gastos e decidiram sacrificar o animal. A cirurgia custaria R$ 1,5 mil.

Segundo informações do grupo Defensores dos Direitos dos Animais (Dedia), o gato foi sacrificado em outra clínica veterinária, pois a primeira a atender o animal se recusou a fazer o trabalho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
Jorge Jesus critica proibição de torcedores em estádios de Portugal
MS
Crianças tem sobrenome acrescentado de avô materno após decisão da Justiça em MS
GERAL
Polícia Federal prende prefeitos de Rondônia por suspeita de corrupção
CRISE AMBIENTAL
Papa cita na ONU 'perigosa situação da Amazônia e dos indígenas'