Menu
Busca domingo, 09 de agosto de 2020

Homem que estuprou a sobrinha depois de tê-la matado continua foragido

30 setembro 2011 - 14h50
Homem que estuprou a sobrinha depois de tê-la matado continua foragido

MS Já

Procurado há dois anos, José Alves dos Santos, o “Zé Bulgão”, ainda não foi capturado pela Justiça. Ele é acusado de ter matado e estuprado a sobrinha de 13 anos no distrito de Culturama, município de Fátima do Sul.

Primeiro ele teria esfaqueado a própria irmã, mãe da moça, para depois brutalizar a sobrinha. A mulher quase morreu, porque, o golpe a atingiu no pescoço, próximo à artéria.

A moça dormia em um quarto ao lado quando foi atacada ao tentar se levantar para ver do que se tratavam os barulhos que ouvira. Uma vez atingida, caiu de costas e levou mais três facadas na cabeça. Morreu ali mesmo.

Não satisfeito com os crimes que cometera, José teria tirado a roupa do cadáver, praticado sexo anal nele, colocado a roupa de volta e aí sim fugido. A irmã dele, mãe da moça se esvaia em sangue no cômodo ao lado. Ele achou que ela também tinha morrido.

Quando o outro filho da mulher chegou da ordenha de vacas (trabalho diário), encontrou a mãe estirada no chão e a irmã morta. A polícia foi chamada e a mãe ainda vive.

José também é acusado de estuprar a própria filha de nove anos, crime que teria sido praticado há 13 anos. Na época ele foi diagnosticado como esquizofrênico e condenado a três anos de internação ambulatorial, mas a maior parte desse tempo cumpriu em liberdade, só com o compromisso de comparecer ao fórum de Glória de Dourados de tempos em tempos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Mulher foragida da Justiça acaba presa em Aparecida do Taboado
SAÚDE
Transporte em tempos de coronavírus é tema do Caminhos da Reportagem
ESPORTES
Max Verstappen estraga festa da Mercedes e vence GP dos 70 anos da F1
GERAL
Missa no Rio homenageia os mais de 100 mil mortos por covid-19