Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020

Ministro do STF mantém prisão de Delcídio

Ministro do STF mantém prisão de Delcídio

18 dezembro 2015 - 08h45Por G1
O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta quinta-feira (17), de forma monocrática, manter a prisão do ex-líder do governo no Senado Delcídio do Amaral (PT-MT) e conceder medida restritiva ao banqueiro André Esteves. Também foi mantida a prisão de Diogo Ferreira, chefe de gabinete de Delcídio.

Os três foram presos em 25 de novembro acusados de tentar atrapalhar as investigações do esquema de corrupção que atuava na Petrobras. Eles foram denunciados pela Procuradoria Geral da República (PGR) pelo crime de impedir e embaraçar a investigação de infrações penais que envolvem organização criminosa (com pena de 3 a 8 anos) e patrocínio infiel (6 meses a 3 anos), que é quando o advogado trai o interesse de seu cliente. O senador Delcídio do Amaral e o chefe de gabinete também são acusados de exploração de prestígio (com penas de 1 a 5 anos).

O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, responsável pela defesa de André Esteves afirmou que, na decisão, o ministro não via mais razões para manter Esteves na prisão porque a denúncia contra ele já foi oferecida e porque não foram encontrados documentos em sua casa, no Rio de Janeiro, durante operação de busca e apreensão da Polícia Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Acusação indevida de assédio moral gera indenização
PONTA PORÃ
Caminhões com 120 bovinos trazidos ilegalmente do Paraguai foram apreendidos pelo DOF
MEIO AMBIENTE
Infratora é autuada em R$ 56 mil por incêndio em madeira que se alastrou para pastagem
COMBUSTÍVEIS
ANP realiza mais de 7,4 mil fiscalizações no semestre