Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
Brasil/Mundo

Morre aos 82 anos o ator Rubén Aguirre, o Professor Girafales de 'Chaves'

O estado de saúde de Aguirre, que sofria de diabetes, tinha se agravado nas últimas semanas

17 junho 2016 - 12h32Por Fonte: perfilnews
O ator mexicano Rubén Aguirre, famoso por interpretar o professor Girafales em "Chaves", morreu nesta sexta-feira (17), em Jalisco, no México, aos 82 anos, informou a Televisa, que produzia o seriado.

A causa da morte ainda não foi divulgada. De acordo com a "BBC", o estado de saúde de Aguirre, que sofria de diabetes, tinha se agravado nas últimas semanas. O funeral do ator será realizado no balneário de Puerto Vallarta, no México, onde morava.

"Meu professor favorito descansa em paz. Hoje meu grande amigo Rubén Aguirre parte deste plano. Sentirei muito sua falta", escreveu Édgar Vivar, o Senhor Barriga, em seu perfil no Twitter.

Aguirre tinha diabetes, controlada com medicamentos, além de cálculos na vesícula e problemas de coluna. No final de 2007, o ator e sua mulher, Consuelo Reyes, sofreram um acidente de carro. Ele teve de abandonar os palcos e usa cadeira de rodas. Já Consuelo perdeu uma das pernas e precisou passar por quatro cirurgias.

Em junho, Aguirre publicou uma carta pedindo para a ANDA (Associação Nacional de Atores mexicana) custear seus tratamentos médicos. Com título "E agora, quem poderá me defender?", uma referência ao personagem Chapolin, Rubén revelou que há dez anos luta pelo direito de ter assistência médica, já que sempre contribuiu com as cotas estabelecidas pela associação. "Minhas forças se acabaram", assumiu o ator mexicano que também explicou o motivo do texto nas redes sociais.

Em agosto de 2014, o ator foi internado na capital do México com quadro de desidratação e anemia, mas ele tomava medicamentos havia pelo menos duas décadas para controlar doenças renais e diabetes.

Com idade avançada e problemas de saúde, Aguirre tinha sido recomendado por médicos para viver ao nível do mar. Por causa disso, não ia à capital, Cidade do México, a 2.250 m de altitude, e nem viaja longas distâncias, o que o impedia de vir ao Brasil com frequência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Campanha eleitoral tem baixa ocorrência de fake news, afirma Barroso
CRIME AMBIENTAL
Paulista é autuado em R$ 10 mil por erosões em 2 hectares de área, causando degradação de córrego em sua fazenda em Inocência
ECONOMIA
Dívida bruta do governo deverá encerrar o ano em 96% do PIB
REGIÃO
Polícia Militar Ambiental de Campo Grande e Imasul realizam fiscalização na MS 040 e orientam condutores sobre resíduos lançados de veículos às margens de rodovias