Menu
Busca sábado, 23 de janeiro de 2021

MP investiga juiz que teria cobrado para homologar rescisão de trabalho

26 julho 2012 - 00h00
*Fonte: G1

O MPE (Ministério Público Estadual) investiga o juiz de paz de Nova Alvorada do Sul, que fica a 120 quilômetros de Campo Grande, Valmir Francisco de Lima, por eventual prática de ato de improbidade administrativa. O magistrado também é investigado pela Polícia Civil.

Consta no inquérito aberto pelo promotor de Justiça Luiz Eduardo Sant’anna Pinheiro que o magistrado exigiu e/ou solicitou e recebeu vantagem indevida para a homologação de rescisão de contratos de trabalho, serviço esse que por lei deve ser feito gratuitamente.

Ainda de acordo com os autos, o juiz estaria exigindo uma taxa de R$ 30, para documentar cada rescisão.

De acordo com o promotor, serão realizadas diligências objetivando a coleta de informações, depoimentos, documentos e outras provas que se fizerem necessárias para a aclaração e constatação dos fatos, em princípio, verificado.

Atualmente, o juiz de paz não está mais no exercício do cargo em decorrência das denúncias. Caso fique provado a improbidade, o caso pode ser tratado judicialmente como corrupção passiva.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Pendências com o Simples atingem quase dois terços das empresas
PONTA PORÃ
Após tentativa de homicídio, Polícia Militar apreende submetralhadora 9mm
SAÚDE
Boletim Covid-19 deste sábado registra óbitos em 12 municípios
REGIÃO
PMA autua dois em R$ 3 mil por abandonar cachorro em estrada