Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021

Polícia portuguesa diz que brasileira se trancou com filhos e ateou fogo

23 agosto 2012 - 14h30
Terra


Fonte da diretoria da Polícia Judiciária de Faro, Portugal, confirmou ao Jornal de Notícias, que a dentista brasileira Luciana Pinheiro Garcia Gioso teria provocado o incêndio que culminou em sua morte e na de seus dois filhos.
Segundo a publicação, ela teria despejado gasolina pelo quarto onde estava com os adolescentes de 11 e 13 anos, e ateado fogo com um isqueiro. Percebendo o que a mães estava fazendo, eles gritaram por socorro.

Ainda segundo a Polícia Judiciária, a mulher sofria de distúrbios psiquiátricos e já tinha ameaçado suicídio, dizendo que os filhos ficariam bem. A explosão ocorreu no quarto onde a família dormia durante o verão, por ser a única divisão da casa com ar condicionado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Brasil tem quase 30 mil novos casos de hanseníase por ano
CONTRABANDO E CRIME AMBIENTAL
Goiano é autuado pela PMA e preso por Policiais Militares com agrotóxicos do Paraguai
JUSTIÇA
Estudante que ficou três anos sem diploma será indenizada
CASSILÂNDIA
Polícia Militar prende mulher por agredir marido