Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021

Respeito ao meio ambiente não pode ocorrer somente em fases de crescimento, diz Dilma

Respeito ao meio ambiente não pode ocorrer somente em fases de crescimento, diz Dilma

14 junho 2012 - 10h24Por blog.planalto.gov.br
A presidenta Dilma Rousseff afirmou ontem (13), durante cerimônia de abertura do Pavilhão Brasil na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que o respeito ao meio ambiente não pode ocorrer somente em fases de crescimento econômico, mas também em momentos de crise como a que parte do mundo sofre atualmente.

“Nós não consideramos que o respeito ao meio ambiente só se dá em fases de expansão do ciclo econômico.

Pelo contrário, nós consideramos que um posicionamento pró crescer, incluir, preservar e conservar é parte intrínseca de uma concepção de desenvolvimento e, sobretudo, diante das crises é necessário que tenhamos a consciência que não tem desenvolvimento possível feito na base de ajustes que só prejudicam pessoas, de ajustes que só prejudicam a preservação do meio ambiente ou da biodiversidade.”

A presidenta disse que o Pavilhão Brasil trará exemplos concretos de como o país cumpre seus compromissos na área ambiental.

Segundo Dilma, a sustentabilidade é um dos eixos centrais do modelo brasileiro de desenvolvimento, que segundo ela, não será modificado em decorrência de crises externas.

“Nós soubemos, com a participação de todos os brasileiros e brasileiras, fazer muito nesses anos. E porque temos um desenvolvimento e um modelo sustentável de crescimento, nós não achamos correto mudá-lo ao sabor das crises.

Pelo contrário, vamos reforçar as nossas opções porque temos a convicção de que são elas que tornam a nossa capacidade de enfrentar e superar crises o nosso maior argumento e o nosso principal instrumento.”

Sobre as negociações na Rio+20, Dilma afirmou que o país não tem a pretensão de querer ter todas as respostas, mas quer compartilhar com o mundo o modelo brasileiro de preservação e sustentabilidade.

“Esse país é um país que quer discutir. Não tem a pretensão e soberba de querer ter todas as respostas, mas apresenta uma resposta possível, que nos consideramos que é, pelo menos até onde a nossa vista alcança, no passado e no futuro, um dos melhores modelos que nós conseguimos, e queremos compartilhá-lo com o mundo”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Brasil tem quase 30 mil novos casos de hanseníase por ano
CONTRABANDO E CRIME AMBIENTAL
Goiano é autuado pela PMA e preso por Policiais Militares com agrotóxicos do Paraguai
JUSTIÇA
Estudante que ficou três anos sem diploma será indenizada
CASSILÂNDIA
Polícia Militar prende mulher por agredir marido