Menu
Busca segunda, 18 de janeiro de 2021
BRASIL

Saúde atualiza dados e confirma 62.290 novos casos de covid-19

Recuperados superam 7 milhões e são 88,5% do total de casos

10 janeiro 2021 - 08h00Por Agência Brasil

O Brasil contabilizou 62.290 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 8.075.998 pessoas infectadas desde que o novo coronavírus chegou ao país, em fevereiro de 2020.

Segundo o Ministério da Saúde, nas 24 horas anteriores também foram confirmadas mais 1.171 mortes em decorrência de complicações causadas pelo vírus. Com isso, o total de pacientes que perderam a vida chegou a 202.631 pessoas.

Entre os casos já confirmados, 7.114.011 pacientes se recuperaram, o que representa 88,5% do total de pessoas que adoeceram. No entanto, outras 729.356 pessoas continuavam sob acompanhamento médico até as 17h30 de sábado (9) - o que representa 9% do total. Outros 2.595 casos considerados suspeitos seguem em investigação, aguardando o resultado dos testes.

Covid-19 nos estados

Entre os estados com maior número de mortes por covid-19, São Paulo aparece em primeiro lugar em números absolutos, com 48.298 óbitos - 269 a mais do que o resultado do boletim epidemiológico que o Ministério da Saúde divulgou sexta-feira (8).

Ainda em números absolutos, em seguida vêm os estados do Rio de Janeiro, com 26.704 (+ 224); Minas Gerais, com 12.594 (+125); Ceará, com 10.137 (+15), e Pernambuco, com 9.826 (+37).

As unidades da Federação com menor número de óbitos por covid-19 são Roraima, com 793 óbitos, e o Acre, com 823. De acordo com o boletim divulgado pelo ministério, não houve registro de novas mortes nos dois estados de ontem para hoje.

Em seguida vem o Amapá, com 969 falecimentos (+7); Tocantins, com 1.267 (+4); e Rondônia, com 1.908 (+9).

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford
EDUCAÇÃO
Enem 2020: confira hoje a correção das provas ao vivo
BRASIL
Mesmo com vacina, vitória sobre coronavírus passa por 'mudança de comportamento social'
Antônio Barra Torres deu declaração ao abrir reunião da Anvisa que analisa pedidos de uso emergencial de duas vacinas contra Covid-19
SAÚDE
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado