Menu
Busca sábado, 24 de outubro de 2020
MS

Tocha Olímpica chega junho em MS

26 fevereiro 2016 - 12h12Por Fonte: noticias
O Comitê dos Jogos Olímpicos Rio 2016 divulgou oficialmente, na quarta-feira (24), que Campo Grande será uma das cidades brasileiras pelas quais a Tocha Olímpica vai passar antes de chegar à cidade-sede, o Rio de Janeiro, onde acenderá a pira olímpica. A capital Morena recebe a tocha olímpica no dia 25 de junho. Mais de 325 cidades vão receber a Tocha Olímpica. O percurso começa em 3 de maio, em Brasília.

O Revezamento da Tocha Olímpica vai percorrer o País. Em 95 dias, 329 cidades das cinco regiões receberão a visita da Chama Olímpica. A rota do Revezamento da Tocha Olímpica ligará o Brasil de norte a sul, confirmando o compromisso de envolver a população com os Jogos e levar o espírito Olímpico a todos os cantos do Brasil.

Ainda durante a divulgação das cidades foram conhecidos também os primeiros condutores da Tocha Olímpica. A judoca Erika Miranda, representando todos os atletas brasileiros, é o primeiro nome apresentado pelo Comitê Rio 2016. Erika, medalhista de ouro no Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015,foi modelo por um dia ao desfilar nesta quarta-feira com o uniforme oficial dos condutores. Integrantes da Força Nacional apresentaram os trajes que serão utilizados pelos corredores de apoio e, um funcionário do Comitê Rio 2016,o da equipe de trabalho.

Dentre os vários condutores da tocha através do Brasil, estão a ex-ginasta Laís Souza, a jogadora de vôlei bicampeã Olímpica Fabiana, o jovem arqueiro indígena Gustavo dos Santos e o nadador paraolímpico Clodoaldo Silva. Outros atletas e ex-atletas também carregarão a tocha, como o nadador Gustavo Borges e a ex-tenista Maria Esther Bueno. A tocha também será conduzida por personalidades de outras áreas, como a música e a internet.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões
EDUCAÇÃO
Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior
ECONOMIA
Contas externas têm em setembro sexto mês seguido de saldo positivo
INTERNACIONAL
Brasil e outros 31 países assinam declaração sobre saúde da mulher