Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021

Vontade de Zinho dá sobrevida a Dunga

29 junho 2012 - 16h00
globo esporte


Jorge Sampaoli é o mais cotado para ser o sucessor de Joel Santana no Flamengo, mas não o único. Enquanto o atual treinador do Universidad de Chile é um desejo da maior parte da cúpula do futebol e foi procurado pelo clube na última quarta-feira, o diretor de futebol Zinho mantém Dunga na disputa. O voto do dirigente é pelo ex-técnico da Seleção, companheiro na conquista da Copa do Mundo de 1994 e amigo dele.

Até quarta, Dunga era, de fato, um nome forte para assumir o posto. O treinador serviu de balão de ensaio. Integrantes da cúpula de futebol do Rubro-negro planejaram divulgar a possibilidade de contratá-lo para ter uma ideia da repercussão. Tendo a imprensa, redes sociais, entre outras manifestações no mundo real e virtual, como termômetro, alguns dirigentes ficaram assustados com o índice de rejeição ao capitão do tetra. Ainda assim, Zinho não desistiu.

O argentino Sampaoli é o preferido de três vice-presidentes. O de finanças, Michel Levy; o de futebol, Paulo Cesar Coutinho, e o de relações externas, Walter Oaquim. Coutinho e Oaquim, aliás, defenderam a contratação de Sampaoli há quase cinco meses, quando Vanderlei Luxemburgo foi demitido e Joel assumiu. O vice-presidente Hélio Paulo Ferraz também é um entusiasta do negócio.

Aos 48 anos, Dunga está sem trabalhar desde a eliminação da Seleção Brasileira para a Holanda nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010. Apesar da vontade de Zinho, o nome e alguns métodos de trabalho provocam questionamentos internos. Durante o Mundial da África do Sul, a relação do técnico com a imprensa foi de constantes atritos.

Aos 52 anos, fã de Marcelo Bielsa, Sampaoli tem se destacado desde 2011 no Universidad de Chile. Conquistou o título chileno e a Copa Sul-Americana. Na atual temporada, levou La U à semifinal da Libertadores da América, mas acabou eliminado pelo Boca Juniors, da Argentina. O time dele está na decisão do Torneio Apertura chileno (perdeu a primeira partida para o O'Higgins nesta quinta-feira: 2 a 1).

A maior preocupação é com a adaptação de Sampaoli ao futebol brasileiro. Os treinamentos do técnico têm grande ênfase na parte tática, bem diferentes do dia a dia no Brasil. Além disso, hábitos como fechar grande parte dos treinos para a imprensa poderiam não ser bem aceitos por aqui.
No contato inicial feito pela diretoria rubro-negra, a resposta de Sampaoli foi positiva, mas a negociação só vai poder ser concretizada a partir da próxima terça-feira, dia seguinte ao segundo e decisivo jogo do Apertura.
Enquanto o Flamengo está entre Jorge Sampaoli e Dunga, Joel Santana prepara normalmente a equipe para o próximo jogo do Brasileirão. No domingo, às 18h30m (de Brasília), no Rubro-Negro recebe o Atlético-GO, no Engenhão, pela sétima rodada. É possível que o técnico comande o time à beira do campo, apesar de estar ciente de que a saída é questão de tempo

Deixe seu Comentário

Leia Também

INTERNACIONAL
Joe Biden toma posse como presidente dos EUA em evento virtual
SAÚDE
Fiocruz admite possível atraso na produção da vacina
EMPREGO
Funtrab está com vagas com salários de R$ 3 mil nas áreas de farmácia e logística
TEMPO
Temperaturas sobem um pouco, mas instabilidades se mantém nesta quarta-feira