Menu
Busca quinta, 02 de julho de 2020
Capital

Aquário vira criadouro do mosquito da dengue

18 novembro 2015 - 12h20Por Fonte: correiodoestado
Depois da decisão de suspender de vez as obras no Aquário do Pantanal, o governo do Estado de Mato Grosso do Sul já tem uma série de novas preocupações com o empreendimento. Uma visita técnica do controle de endemias da Prefeitura de Campo Grande, realizada ontem, flagrou grande quantidade de larvas do mosquito da dengue em vários ambientes do canteiro de obras, especialmente no chamado de jardim interno, onde além dos lagos destinados aos peixes há também acúmulo de água da chuva.

Impasse jurídico entre o governo do Estado e a Egelte Engenharia resultou na paralisação total do canteiro de obras. Ontem, funcionários da Fluidra e da Climateck começaram a remover suas ferramentas e restos de material da obra. Pelos próximos 120 dias, a única presença no Aquário do Pantanal será dos seguranças e do técnico da Agesul, Ramon Antônio de Arruda, que ficará responsável pela manutenção do empreendimento.

De acordo com ele, a Agesul reformará os tapumes para impedir o acesso de animais, fará roçadas periódicas, juntará entulhos, galhos e folhas, sempre que julgar necessário. “Eu vou estar aqui todos os dias. Vamos cuidar pra que o canteiro esteja limpo e manter a obra conservada”, explicou Ramon.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Mato Grosso do Sul tem 91 mortes por coronavírus e 9.062 confirmados
SAÚDE
MS completa cinco meses de ações contra a crise do novo coronavírus
EDUCAÇÃO
MEC define protocolo de segurança para volta às aulas
POLÍTICA
Câmara aprova adiamento das eleições municipais para novembro