Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020

Assaltante diz que não vai ficar em Ponta Porã

09 janeiro 2012 - 08h13
Mercosulnews

Um dos assaltantes presos na madrugada deste domingo (8) pela Polícia Militar em Ponta Porã, quando se preparavam para entregar a receptadores paraguaios duas camionetas roubadas em Campo Grande, disse ao descer da viatura no 1º Distrito Policial que não ficará na fronteira.

“Eu não vou ficar muito tempo aqui, quero ir para a Máxima [penitenciária] de Campo Grande, lá eu tô em casa, e se não me mandarem, toco fogo em alguém na cela e aí me arrumam um ‘bonde’ [transferência] rapidinho”, disse Thiago Pereira Carrilho, 21 anos, que tem passagens pela polícia.

Ele foi preso em companhia de Renan Rodrigues Fernandes, 22 anos e de Diego da Silva Siqueira, 22 anos, com as camionetas GM/S-10 Executive, cor cinza, placas MIO-0531 e outra do mesmo modelo, cor branca, placas NRH-2206, ambas as placas de Campo Grande (MS).

Entre a noite de sábado e madrugada de domingo a quadrilha deles rendeu e manteve sob vigilância numa mata próxima ao Parque dos Poderes, duas famílias da Capital, a 360 km de Ponta Porã. Horas depois o trio foi preso na linha internacional, em Ponta Porã.

Os três confessaram que receberiam mil reais cada um para trazer os veículos roubados até a fronteira e que haviam chegado à cidade por volta das 3h. A polícia da capital foi avisada sobre o andamento dos seqüestros. Os veículos e os marginais estão no 1º Distrito Policial.

Comente esta notíciaEnvie esta notícia por e-mailImprima esta notícia
Voltar



Deixe seu Comentário

Leia Também

BR 267
Polícia Militar intercepta e apreende duas caminhonetes que seriam utilizadas pelo crime organizado na região de fronteira
ECONOMIA
Pedidos de seguro-desemprego caem 9,3% na primeira metade de setembro
PONTA PORÃ
Polícia Civil prende mulher que forjou o sequestro do próprio neto
JUSTIÇA
Réus condenados no Tribunal do Júri têm recurso negado