Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020

A Campanha 'nome limpo' da Associação Comercial vai até o dia 16 de dezembro

A Campanha 'nome limpo' da Associação Comercial vai até o dia 16 de dezembro

24 novembro 2011 - 08h15
Redação - Dora Nunes

A Campanha Nome Limpo tem obtido êxito no Estado nos últimos meses e a Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã (ACEPP) não ficou de fora tanto que do período de 7 de novembro a 16 de dezembro as pessoas interessadas poderão estar regularizando os seus débitos no SCPC com vários benefícios como redução de juros, parcelamentos e descontos.

A Associação Comercial entrou em contato com empresas associadas que possuíam pessoas negativadas para oferecer participação na Campanha Nome Limpo e até o momento, as empresas participantes são: Auto Escola Ponta Porã, Escola Magsul, Jóia do Lar, Gênesis, Loja Avenida, Portal Moda Jovem, Loja Ester, Claju Calçados, Claju Esportes, Loja Dunil, Skala, Romera II, Ótica Ponta Porã, Loja Centro, Loja Caroline, Cia Informática, Linda Modas e Caroline presentes. As empresas que se interessarem podem entrar em contato com a Associção que serão repassadas todas as informações.

Ariadne Lauxen, funcionária da ACEPP, esteve concedendo entrevista ao jornalista Tião Prado, do site Conesulnews e 91.5 FM Cerro Cora, falando sobre essa novidade no comércio e disse que o objetivo dessa campanha é incentivar os consumidores a quitarem seus débitos e resgatarem seu crédito no mercado contribuindo para o aumento das vendas nesse período natalino, destacando que a aceitação por parte das empresas e consumidores é bastante satisfatória.

Outro ponto destacado por Lauxen é que no dia 3 de dezembro, no prédio da Associação acontecerá a conciliação com a presença de conciliadores de Campo Grande, durante todo o dia. “ Nós estaremos entrando em contato com as empresas associadas a nossa entidade oferecendo este serviço, e a empresa nos passará o nome e endereço de seu cliente que deseja fazer a conciliação, e enviaremos uma carta a este convidando para fazer a conciliação”, destacou Ariadne Lauxen.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Acusação indevida de assédio moral gera indenização
PONTA PORÃ
Caminhões com 120 bovinos trazidos ilegalmente do Paraguai foram apreendidos pelo DOF
MEIO AMBIENTE
Infratora é autuada em R$ 56 mil por incêndio em madeira que se alastrou para pastagem
COMBUSTÍVEIS
ANP realiza mais de 7,4 mil fiscalizações no semestre