Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
Ponta Porã

Casa do Trabalhador encaminhou mais de 2200 pessoas para o emprego em 2015

18 dezembro 2015 - 07h30Por Assessoria

A Casa do Trabalhador em Ponta Porã, órgão do Ministério do Trabalho e Emprego mantido pela Prefeitura Municipal, encaminhou 2225 pessoas para o mercado de trabalho até esta terça-feira (15), mas, os números devem continuar crescendo até o final das atividades de 2015.

Desde a sua instalação em Ponta Porã, o cadastro inclui 3216 trabalhadores. Só este ano, foram inscritos 598 pessoas, das quais 592 estão em plena atividade nas vagas preenchidas através dos encaminhamentos da instituição.

Até agora (2015) a Casa do Trabalhador captou 875 vagas, sendo 439 para aumento do quadro de funcionários das empresas contratantes e 436 para reposição.

A Casa do Trabalhador oferece intermediação de mão de obra, para reduzir o tempo de busca do trabalhador por uma oportunidade de emprego. Além disso, providencia a habilitação ao seguro–desemprego e apoio ao empreendedorismo, com o microcrédito através do Banco Cidadão.

Além da publicação em espaços cedidos por diferentes canais de comunicação, a Casa do Trabalhador mantém em sua sede a relação de vagas existentes no mercado de Ponta Porã.

O candidato deve ir até a Casa do Trabalhador que fica na Rua Sete de Setembro, 551 Edifício Dona Eurora – centro de Ponta Porã, portando RG, CPF, Carteira de Trabalho e Cartão do PIS, de segunda a sexta-feira, no horário das 07h30 às 13h.

Fora os documentos acima mencionados, o candidato deve apresentar o Comprovante de Escolaridade, pois
dependendo do cargo é preciso que o candidato apresente o nível concluído seja fundamental, médio, superior, técnico ou tecnólogo.



Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE
Inscrições para 1520 vagas em cursos técnicos começam na segunda-feira
MAUS TRATOS
Idosa de 71 anos mantinha cachorros amarrados, doentes e com pouco alimento
INTERNET
Homem persegue a ex pela internet, faz live sobre ela e vai preso quando tentava se esconder em buraco
ECONOMIA
Ipea: taxa de desocupação cresce porque pessoas estão buscando emprego