Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020
MS

Chefe da imunização e jornalista serão ouvidas sobre sumiço de vacinas

Vereadores foram até delegacia para "unir esforços"

10 junho 2016 - 13h54Por Fonte: correiodoestado
Responsável pela investigação que apura sumiço de doses da vacina contra H1N1 em Campo Grande, o delegado Fabiano Nagata afirma que os primeiros depoimentos serão colhidos na terça-feira (14). Hoje vereadores que integram a CPI da Vacina estiveram na delegacia para dar início a uma força-tarefa, segundo ele.

Nagata disse que a chefe de imunização da Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau) e até jornalista que atua na chefia da assessoria da comunicação de Alcides Bernal (PP) serão as primeiras a prestar depoimento.

A ida da jornalista à delegacia, conforme o delegado, se justifica porque ela teria repassado para a imprensa informações que motivaram matérias sobre o sumiço das doses.

Os vereadores Marcos Alex (PT), Vanderlei Cabeludo (PMDB) e Edson Shimabukuro (PTB) estiveram na 1ª DP e conforme Cabeludo, o objetivo é unir esforços com a polícia e até o Ministério Público Estadual (MPE) para que agilizar a apuração.

Proponente da CPI, Alex afirmou que há denúncias de que vacinas da Sesau estariam sendo vendidas a R$ 40. O vereador não detalhou de onde partiu a denúncia.

A Prefeitura de Campo Grande confirmou que 3.166 doses sumiram da Sesau. A CPI apura se esse número seria maior e poderia chegar a 23 mil imunizações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Em sabatina, Kássio Nunes responde a perguntas sobre armas e Lava Jato
REGIÃO
Polícia Militar Ambiental de Rio Negro autua três em R$ 2,7 mil por pesca ilegal e apreende pescado, tarrafa e outros petrechos de pesca
JUSTIÇA
Queda de produtos da prateleira em cima de consumidora gera danos morais
POLÍTICA
Bolsonaro diz que governo federal não comprará vacina CoronaVac