Menu
Busca sábado, 04 de julho de 2020
Segurança

Cidades serão vigiadas por 90 câmeras para reforçar segurança em MS

02 dezembro 2015 - 12h59Por Fonte: correiodoestado
Sistema de monitoramento em nove cidades de Mato Grosso do Sul, nas regiões de fronteira do Brasil com Bolívia e Paraguai, deverá entrar em funcionamento para reforçar a segurança antes do Natal. O anúncio foi feito no segundo lançamento do plano de segurança de fim de ano para o comércios de Campo Grande, na manhã desta quarta-feira (2), na Praça Rádio Clube, que fica na Avenida Afonso Pena.

Conforme informações do secretário de justiça e segurança pública, Sílvio Maluf, o projeto deve ser acionado até o próximo dia 21. “Antes do Natal deve estar funcionando. Estamos em fase de instalação. O objetivo é combater crimes como o tráfico de drogas, contrabandos e descaminhos. Também reforçar ações policiais nestas áreas”, pontuou.

O projeto não faz parte do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), do Ministério da Defesa (MD), ele foi adquirido pelo Governo Estadual e deve custar R$ 3,9milhões aos cofres públicos.
Pelo menos 90 câmeras serão instaladas em áreas urbanas e rodovias estaduais, segundo a Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), em Amambai, Bela Vista, Coronel Sapucaia, Corumbá, Dourados, Mundo Novo, Naviraí e Ponta Porã.

As imagens serão vigiadas por policiais militares em bases que estão sendo montadas nos respectivos municípios.

PLANO

A operação "Fim de ano de Feliz" para reforçar a segurança em comércios da Capital já havia sido anunciada no dia 25 do mês passado, na Associação Comercial e Industrial (ACICG). Foi lançada novamente na manhã de hoje, com presença de autoridades como o governado do Estado, Reinaldo Azambuja, e o secretário de segurança, Silvio Maluf.

Cerca de 1,2 mil policiais militares e 400 guardas municipais irão atuar na repressão de crimes no Centro, compreendendo as ruas 26 de agosto, Rui Barbosa, Calógeras e Avenida Mato Grosso. Também no quadrilátero entre as avenidas Salgado Filho, Mascarenhas, Eduardo Elias Zahran, Coronel Antonino e Ceará.

O reforço policial, que conta com militares deslocados também do interior do Estado, termina no dia 8 de janeiro.

Ainda na solenidade, o governador anunciou a promoção de 488 soldados para cabo e que no próximo ano 600 policiais militares da reserva deverão ser convocados para integrar o efetivo das cinco cidades mais populosas do Estado (Capital, Dourados, Três Lagoas, Corumbá e Ponta Porã).

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
Pescador é preso em flagrante por caça, após polícia encontrar pele de jacaré
PANDEMIA
Mais uma cidade de MS apresenta caso confirmado de coronavírus
ECONOMIA
Caixa volta a realizar sorteios da Loteria Federal hoje
HOMICÍDIO
Boliviano mata amigo a facadas após terem passado o dia bebendo juntos: 'Nunca havia matado ninguém'