Menu
Busca segunda, 30 de novembro de 2020

Título Interno

13 fevereiro 2012 - 12h00
Divulgação (TP)

O Clube de Imprensa de Ponta Porã através de sua diretoria divulgou uma nota lamentando o violento crime contra o jornalista Paulo Rocaro.

NOTA


O Clube de Imprensa de Ponta Porã, lamenta profundamente o ocorrido com o jornalista Paulo Roberto Cardoso Rodrigues, (Paulo Rocaro) editor chefe do Jornal da Praça e do site Mercosulnews. Ele foi vitima de um atentado na noite deste domingo (12) na Avenida Brasil em Ponta Porã. O jornalista foi acometido por vários tiros, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito as 03h30min, desta segunda-feira (13).


Paulo Rocaro foi vitimado pela violência que ele combatia e denunciava diariamente através dos meios de comunicação em que trabalhava.


Rocaro costumava dizer que não tinha medo de morrer por falar a verdade, “ninguém vai te matar por falar e escrever a verdade” dizia. Não sabemos o motivo do atentado, mas nada justifica que um “ser humano” venha brincar de ser Deus e tire a vida do outro.


Paulo Roberto Cardoso Rodrigues era casado, tinha dois filhos e uma neta, petista de carteirinha, e por ironia do destino foi baleado no dia 12 e morreu no dia 13, numero da sigla do partido.


Enquanto profissionais da imprensa convocamos os órgãos de segurança do Brasil e do Paraguai para que nos dê uma resposta o mais rápido possível. Esperamos que este brutal crime não seja mais um nas estatísticas sem resolução em nossa fronteira.



Diovano Cezar dos Santos
Presidente


Selmo Junior Busch
Secretario

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Briga de vizinhos acaba com um morto espancado
ECONOMIA
Caixa paga auxílio emergencial para nascidos em maio
INTERNACIONAL
Papa nomeia novos cardeais, entre eles o primeiro afro-americano
DETRAN
Contran revoga Resolução que interrompia prazos de serviços e divulga calendário para CNH