Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020

Corpo de Paulo Rocaro foi sepultado agora pouco em Ponta Porã

O caso esta nas mãos do Dr. Odorico Ribeiro de Mendonça no primeiro DP

14 fevereiro 2012 - 10h46
Redação - TP

Executado a tiros, o jornalista Paulo Rocaro, de 51 anos, foi sepultado na por volta das 9h10min da manhã de hoje terça-feira(14) no cemitério Cristo Rei, em Ponta Porã.

Um grande numero de populares, autoridades politicas, amigos de profissão e representantes do clube de imprensa de Ponta Porã, dos Sindicatos dos Jornalistas de Campo Grande, Dourados, Pedro Juan Caballero e da ONG Jornalistas Sem Fronteiras acompanharam o cortejo.

Os familiares bastantes abalados não fizeram nenhum tipo de manifestação durante o sepultamento e o clima era de grande comoção.

O Delegado titular do 1º DP Dr. Clemir Vieira Junior, falando a nossa reportagem informou que passou o comando das investigações para o Dr. Odorico Ribeiro de Mendonça Mesquita, que atendeu a imprensa no periodo da manhã e prestou alguns esclarecimentos e as direções que as investigações devem seguir.

O Crime:

Na noite de domingo, Paulo conduzia um veículo Fiat Idea, que pertence ao jornal, pela avenida Brasil, quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta. Os disparos foram feitos com os dois veículos em movimento. A moto não tinha placas e a dupla usava capacete.

Os vidros do veículo estavam com perfuarações de balas sendo que no corpo do jornalista foram encontradas nove perfurações de pistola 9mm. No Fiat Idea havia apenas duas. A arma é de uso restrito das Forças Armadas, mas, facilmente encontrada do outro lado da fronteira.

O jornalista foi socorrido, contudo, morreu no hospital, na madrugada de segunda-feira, devido à gravidade dos ferimentos. Os projéteis da 9 mm tem alto poder de perfuração. Ainda não há suspeitos da autoria do crime.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Média móvel de novos casos de Covid-19 continua alta no MS
PANDEMIA
Internações e óbitos por coronavírus voltam a subir em Mato Grosso do Sul
MEIO AMBIENTE
Força-tarefa conta com mais de 50 homens no combate aos focos de calor no Amolar
SAÚDE
Vacinação contra febre aftosa já imunizou 166 milhões de animais