Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
Ponta Porã

Diretores eleitos são apresentados durante cerimônia no Paço Municipal

03 dezembro 2015 - 07h00Por Assessoria


Uma cerimônia realizada na manhã desta terça-feira, dia 1º, serviu para apresentação dos diretores das escolas municipais eleitos na última quarta-feira, dia 25 de novembro. Pela primeira vez na história de mais de um século, os pontaporanenses puderam fazer a escolha livre para a direção das escolas administradas pela Prefeitura Municipal. A gestão democrática foi descartada por todos os prefeitos que antecederam o atual Ludimar Novais. Ontem, os educadores fizeram questão de agradecer Novais pelo marco histórico no setor educacional do município.

A professora e sindicalista Vitória Elfrida Antunes ao se pronunciar disse: “graças a Deus, a eleição para diretores é uma conquista para todos nós. Havia um compromisso assumido durante a campanha e o prefeito Ludimar Novais está cumprindo. A gestão democrática sempre esteve na pauta do nosso sindicato e em todas as audiências a gente fazia cobranças, mas somente agora é que isso acontece. Os diretores eleitos agora precisam trabalhar ouvindo o Conselho Escolar e através dessa democracia que chega às escolas municipais, espero que possamos dar exemplos de que é possível a formação de cidadãos incorruptíveis. Diz o ditado que se a gente quer conhecer alguém é só dar poder. Esperamos que o poder não suba a cabeça de ninguém e que possamos viver democracia plena em nossas escolas”.

O atual presidente do Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação (Simted), Edivaldo Vieira, disse que a eleição dos diretores é uma data histórica para todos os profissionais da educação. “É uma coisa que tanto sonhamos e que poderia ter sido colocada em vigor em 1993. Estou muito feliz e quero agradecer ao prefeito Ludimar Novais por ter colocado a gestão democrática em prática. Uma eleição como a que foi realizada em Ponta Porã garante a legitimidade dos eleitos”, ressaltou.

A professora Ramona Espinosa de Matos também fez questão de agradecer ao prefeito Ludimar Novais. “A gestão democrática foi engavetada durante 22 anos na Prefeitura. Essa é uma lei que ampara a educação e o prefeito está cumprindo o que estava no seu plano de governo. Fico contente com essa decisão não apenas como educadora, mas como cidadã, porque sei que a partir de agora posso participar de forma livre da escolha dos representantes da comunidade escolar”.

A professora e presidente da Comissão Eleitoral Municipal, Marlene Miltos Franco, disse que a implantação da gestão democrática nas escolas representa um momento de emoção e orgulho. “É dessa forma que me sinto pela confiança de todos para coordenar a realização da eleição. Tivemos, claro, divergências, mas não decepções. Por isso faço questão de agradecer ao prefeito Ludimar Novais a oportunidade que ele nos deu para eleger os nossos diretores. Agora espero que os eleitos trabalhem sempre com sabedoria e competência”, disse.

A professora Maria Aparecida Dorneles, diretora da Escola Municipal Manoel Martins, ressaltou a gestão democrática nas escolas municipais. “Estamos comemorando com alegria este momento histórico que estamos vivendo enquanto atores da própria história. É com respeito e alegria que agradecemos ao prefeito Ludimar Novais e aplaudimos a sua coragem e determinação em fazer acontecer esse fato em sua gestão, momento este esperado por muito tempo e que outros prefeitos não tiveram vontade política e nem coragem de fazer acontecer, pois sabemos que hoje o diretor sendo eleito pela comunidade escolar ele deixa de ser massa de manobra e cabo eleitoral. Isto porque os mesmos foram escolhidos livremente pelas suas respectivas comunidades”, disse.

A secretária municipal de Educação, Denize Silva de Oliveira, disse que é um momento emocionante. “Sempre militei na educação pública e agradeço por poder partilhar desse governo que em menos de três anos possibilita a realização de sonhos que tinha como sindicalista, como a eleição para diretores, a implantação da hora/atividade para os professores e criasse um plano de carreira para os servidores administrativos. Esses foram passos muito importantes para a categoria dos trabalhadores na educação. A construção da democracia não é fácil, tem gente que confunde autoridade com autoritarismo, e somente com uma gestão democrática é possível exercer de fato a cidadania. Antes o cargo de direção de escolas municipais era uma moeda de troca e o prefeito Ludimar Novais acabou com isso”, destacou.

O presidente da Câmara Municipal, Marcelino Nunes (PROS), disse que finalmente aconteceu a “tão sonhada eleição nas escolas municipais. Quantos anos aguardamos para a realização desse sonho? É uma decisão política de coragem do prefeito Ludimar, que optou em abrir mão de indicar os diretores através de cargos comissionados. Agora a vontade popular vai prevalecer através do voto democrática e são ações como essa que marcam a história da educação de Ponta Porã”, disse.

Já o prefeito Ludimar Novais disse que está muito contente em poder realizar na sua gestão a eleição para diretores. “Essa lei existe há 22 anos. Quando foi criada eu ainda estava no banco da faculdade. Fico feliz em participar juntamente com todos os professores e administrativos desse momento histórico para todos nós. A partir de agora os diretores eleitos vão ter suas responsabilidades aumentadas porque receberam votos de confiança. Vamos continuar dando total apoio a todos vocês, sempre buscando de forma democrática o diálogo franco e aberto”.

Ludimar destacou entre outros avanços na educação, a implantação da hora/atividade que também era uma luta antiga dos professores da rede municipal. “Agora implantamos a gestão democrática e vamos continuar valorizando os profissionais da educação. Aproveito para informar a todos que já temos os recursos para pagamento em dia e integral do 13º salário. E isso só foi possível porque fizemos cortes de despesas, reduzindo todos os tipos de gastos. A nossa situação hoje é bem melhor em relação a mais de 50 municípios de Mato Grosso do Sul, cujos gestores estão com dificuldades para pagar os salários”, disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Bolsonaro fará cirurgia hoje em São Paulo
ECONOMIA
Auxílio emergencial chega a R$ 207,9 bi para 67,2 milhões de pessoas
POLÍCIA
Homem que transportava 50 caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai é preso em Jardim
PONTA PORÃ
Polícia prende jovem suspeito de estuprar e executar mulher
Não foi divulgado qual a relação da vítima com o suspeito preso