Menu
Busca quinta, 13 de agosto de 2020
DIA DE FÚRIA

Dono do touro solto em avenida de MS tem 10 dias para recuperar animal, caso contrário será doado

Touro foi contido por equipe do CCZ após ferir pessoas e tumultuar trânsito no centro de Campo Grande. Ele está em uma área apropriada da Famez, pertencente à UFMS.

13 fevereiro 2020 - 15h00Por G1MS

O dono do touro solto na avenida Gury Marques com a Guaicurus, entre o final da noite de terça-feira (11) e a manhã dessa quarta-feira (12), em Campo Grande, tem dez dias para comprovar a posse e retirar o animal, que está em uma área apropriada da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEZ), pertencente à Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) o prazo começou a contar no dia anterior, quando ele foi flagrado nas ruas, feriu a perna de uma motociclista e ainda perfurou o pulmão de um homem e atacou policiais e repórteres. 

Para retirá-lo, o dono terá de pagar uma autuação pela manutenção do animal em via pública, cujo valor varia de R$100 a R$15 mil, além de um boleto da prefeitura no valor de R$ 46,60, equivalente ao valor do resgate. Ao final, o proprietário ainda precisa comprovar o local onde o touro será enviado, já que precisa ser uma área rural distante da via pública.

Caso contrário, ainda conforme a Sesau, ele será doado para uma organização sem fins lucrativos, como por exemplo, a fazenda escola da UFMS. A assessoria ressaltou que, a princípio, o animal ficaria no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), porém, os veterinários disseram que ele estava "bastante agressivo" e por isso, tanto para o bem estar dele como dos outros animais e pessoas que ali convivem, o touro foi levado para a Famez.

 

Entenda o caso

Motoristas e pedestres que viram o touro no fim da noite chamaram o Corpo de Bombeiros. O animal estava nervoso e causava transtorno no trânsito. Os militares então o amarraram a um poste para que fosse recolhido pelo CCZ.

No entanto, por volta das 5h30 (de MS), ele conseguiu se soltar e derrubou uma mulher que pilotava uma motocicleta. Ela teve uma das pernas machucadas e foi levada para atendimento médico. Bombeiros foram novamente chamados e, desta vez, tiveram apoio de policiais militares e parte do trânsito precisou ser interditado.

O animal continuava nervoso e um homem que passava por lá foi tentar contê-lo, mesmo sendo orientado pelos bombeiros a não se aproximar. O touro então o atacou e ele teve um dos pulmões perfurados, sendo encaminhado para atendimento em estado grave.

Imagens gravadas de celular pelo repórter Osvaldo Nóbrega mostram que o touro e o homem se encaram e então ocorre o ataque. O homem é jogado ao chão e mesmo depois que o animal se afasta, ele continua tentando contê-lo.

 

O homem é afastado do local e então o touro faz um novo ataque. Dessa vez a policiais militares e à equipe de reportagem da TV Morena.

 

O repórter cinematográfico Domingos Lacerda está trabalhando normalmente quando o animal vai em direção à equipe e ele então entra na viatura da Polícia Militar. Enquanto isso, o repórter Osvaldo Nóbrega corre, despluga o fio do microfone da câmera. Ele continua a correr em volta da viatura e o boi atrás dele.

 

O animal dá cabeçadas na porta da viatura e danifica uma parte do pára-choque até que sai de perto da viatura e então o repórter cinematográfico sai do veículo. "Foi um grande susto. Em 20 anos de profissão nunca tinha passado por isso", fala o repórter Osvaldo Nóbrega.

 

Quando o animal já havia saído de perto da viatura, oito homens - entre policiais e bombeiros - conseguiram dominá-lo e amarrá-lo a uma placa de sinalização. Foram cerca de 15 minutos para conter o touro.

 

O CCZ informou que não recolheu o animal à noite porque o horário de funcionamento é das 07h às 21h. "Não é possível fazer a retirada do animal das vias urbanas fora desse período, sendo que, assim que a equipe assumiu o plantão, prontamente foi até o local onde o animal estava para auxiliar no recolhimento do mesmo".

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANTÔNIO JOÃO
Polícia Civil instaura inquérito contra sete pessoas que descumpriram medida de isolamento
SAÚDE
Pazuello diz que falta de medicamento contra covid-19 será resolvida
COMPRE DO MS
Totens vão identificar produtos do MS nas prateleiras
NAVIRAÍ
Operação Hórus – Polícia Militar apreende 2.217 quilos de maconha