Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021
MS

Equipe de MS embarca confiante para os Jogos Escolares da Juventude, na Paraíba

09 novembro 2016 - 13h13Por Fonte: noticias
Os melhores atletas de Mato Grosso do Sul, com idade entre 15 a 17 anos, estão prontos para disputar os Jogos Escolares da Juventude, em João Pessoa (PB). A primeira parte da delegação, com 74 atletas, comandada pela Fundesporte, viaja no início da manhã desta quarta-feira (9), para tentar bater a marca de 15 medalhas conquistadas em 2015.

Destaque para o judô que, ano passado, abocanhou oito medalhas: um ouro, duas pratas e cinco bronzes. A expectativa é repetir o bom resultado. Medalhistas nacionais estão de volta. Vitória Andrade, atual campeã brasileira escolar, conquistou o bicampeonato dos Jojums, na categoria meio-médio (até 57kg) e defende o ouro.

Aline Neves, na categoria leve (até 52kg), acumula um bronze e uma prata no JEJ e espera dobrar a coleção. "Este ano a competição foi difícil. Eu estou machucada e tive que me superar. Agora é ir para o brasileiro e ganhar o ouro", disse a judoca.

Isac Bignardi subiu de categoria e, mesmo enfrentando atletas mais pesados do que de costume, conseguiu a vaga para o nacional na meio leve, até 60kg. Bronze nos Jogos Escolares da Juventude, em 2015, Isac quer voltar ao pódio. "Foi um ano muito difícil porque eu subi de peso mas eu consegui a vaga e quero ganhar no nacional para trazer muita alegria e motivação para o judô de Campo Grande e de Mato Grosso do Sul", contou.

Hernandes dos Santos disputa seu terceiro nacional de 15 a 17 anos. Na categoria super ligeiro, -50kg, a intenção é melhorar o bronze do ano passado. "Ano passado, vacilei e fiquei com o bronze no nacional. Este ano tem que ser ouro. Vou tentar ser campeão", comprometeu-se.

Outros medalhistas estão de volta: Ayhan Zanella na categoria Meio-Pesado (até 90kg) e Bianca da Rosa bronze na SuperLigeiro (-40kg)

ATLETISMO

Outro esporte no qual Mato Grosso do Sul se destaca nacionalmente, o atletismo também deve render medalhas. Medalhista de bronze nos Jogos Escolares da Juventude em 2015, Fabrício Torricelli, de Campo Grande venceu os Jojums novamente nos 110m com barreiras, participou do quarteto de ouro do revezamento e foi segundo nos 200m rasos. Marcas que o levam a mais um brasileiro escolar. "Este é meu último. Quero conquistar mais uma medalha e sair deixando meu nome marcado também no nacional", falou o atleta.

Destaque também para a recordista estadual e campeã brasileira escolar em 2015, Hellen Messias. Em seu primeiro ano na categoria 15 a 17 anos, dominou as provas de salto no estadual. Venceu no triplo, no altura e em distância e está ansiosa para a disputa do nacional. "Estou treinando muito para ir bem, trazer uma medalha para casa e bater mais um recorde", contou Hellen.

Murilo Lopes, de Porto Murtinho, é outra esperança de medalhas. No estadual, ele venceu os 100m rasos e bateu recorde dos 200m . "É uma honra estar aqui. É muito importante participar e fazer bonito. A expectativa para João Pessoa é grande. Vou treinar forte para chegar bem e pegar pódio lá", disse.

NATAÇÃO

Igor Pazini, da Capital, ouro nos Jojums no revezamento 4×50 medley, nos 50m e nos 100m peito está animado em representar o Estado novamente. "Minha expectativa é muito melhor que no ano passado. Não peguei final, dei bobeira, mas agora treinei bastante e vou continuar para ir melhor e quem sabe trazer uma medalha para MS", disse o garoto.

No feminino, um dos destaques é Ana Carolina Oliveira, de Maracaju. "Eu gostei muito. Estou fazendo uma preparação especial para diminuir meu tempo e tentar ir bem no nacional", disse.

Robson Costa Lima, de Campo Grande é outra esperança de medalha. O nadador venceu os 50m livres, terminou em segundo nos 50m costas e participou das equipes campeãs nos revezamentos 4x50m livres e 4x50m medley. "É muita felicidade. É minha primeira vez nessa categoria e já consegui índices. Agora é treinar mais para baixar meus tempos", contou orgulhoso.

LUTA OLÍMPICA

Na luta olímpica, Assíria Daniela Maurício da Silva, da categoria leve (42 a 49kg), tem a chance de retornar aos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) e subir novamente ao pódio. No ano passado, na etapa 12 a 14 anos, a aluna da Escola Danda Nunes ficou em terceiro lugar. ‘Eu estou ansiosa, mas sei que é mais difícil porque mudei de faixa etária. Estou treinando forte e quero ganhar mais uma medalha", disse.

No masculino, Denner de Lima Silva, da Escola Consulesa Trad, na categoria médio (58 a 69kg) e João Carlos Milano, da Escola Severino Ramos, na categoria pesado (76 a 85kg) também voltam ao nacional.

VÔLEI DE PRAIA

Quatro atletas de Três Lagoas representam Mato Grosso do Sul no vôlei de praia. As meninas são veteranas; os garotos estreantes. A dupla Aninha e Carol conquistou o bicampeonato do vôlei de praia dos Jogos da Juventude de Mato Grosso do Sul (Jojums) e ficou com a vaga na etapa nacional. "A gente treinou muito para ganhar aqui e voltar ao brasileiro. Ano passado ficamos em sétimo. Este ano queremos ganhar medalha. Vamos fazer de tudo para vencer", disse Aninha.

Maykon Douglas Lopes Genezine e Pablo Henrique dos Santos, da Escola Estadual Bom Jesus venceram o estadual com uma campanha perfeita e jogam o nacional para ficar entre os três primeiros.

CICLISMO

Pela primeira vez, Mato Grosso do Sul participa de todas as modalidades da etapa 15 a 17 anos, dos Jogos Escolares da Juventude. A estreia no ciclismo faz com que o Estado viaje com delegação completa. Quatro ciclistas estão na disputa:Brunna Becker e Adiel Junior da Escola Pedro Rufino de Jardim; Kássia dos Reis, da Escola Delfina Nogueira, de Nova Alvorada do Sul e Mateus Ferreira, da Escola Manoel Ferreira de Lima, de Maracaju.

XADREZ

A enxadrista Julia Yumi Ono Nakamura, do Colégio Dom Bosco de Três Lagoas, conquistou o bicampeonato dos Jogos da Juventude de Mato Grosso do Sul (Jojums) e novamente é MS no xadrez do JEJ. No masculino, a chance é do estreante LeeJing Xuan de Campo Grande.

GINÁSTICA RÍTMICA

Sarah Pompeu, da Escola Maria de Lourdes Widal, venceu todas as provas da ginástica rítmica dos Jogos da Juventude de Mato Grosso do Sul (Jojums) – fita, arco e bola – e disputa o JEJ ao lado da vice-campeã estadual Raisa Félix, de Rio Verde de Mato Grosso, da escola Thomaz Barbosa Rangel.

"Estou muito feliz. Treinei bastante, cuidei do joelho e agora espero representar bem Mato Grosso do Sul", disse Sarah. A colega está ainda mais animada. "Eu nunca tinha conseguido uma classificação tão boa. Agora vou poder participar de um brasileiro. A gente sempre quer ganhar, mas só representar o Estado já é muito bom", contou Raisa.

TÊNIS DE MESA

Caroline da Costa, da Escola Senador Filinto de Fátima do Sul; Thainara de Lima, da Escola Maria Constança de Barros Machado de Fátima do Sul; Eije Matsunaga do Colégio Total, de Ponta Porã e Sérgio Ohara da Escola Magsul de Ponta Porã representam Mato Grosso do Sul no tênis de mesa. O mais experiente é Eije que participou em 2015 e espera melhorar o resultado na nova oportunidade.

VIAGEM

Os últimos detalhes da viagem são definidos no fim da tarde de hoje, em reunião do Hotel Internacional, às 18h.

O embarque da delegação de individuais é às 5h desta quarta-feira. Entre 11 e 13 de novembro, a briga pelos primeiros lugares no pódio é no atletismo, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, vôlei de praia, tênis de mesa e xadrez. De 15 a 19, a disputa segue no basquete, no futsal, no handebol e no vôlei.

A abertura dos Jogos Escolares da Juventude está marcada para o dia 10, às 17h, horário de MS, no ginásio da UFPB.

Os Jogos Escolares da Juventude reúnem os melhores atletas escolares com idades entre 15 e 17 anos. Para poder representar Mato Grosso do Sul, os integrantes da delegação tiveram que vencer os Jogos Escolares de Mato Grosso do Sul (Jems),promovidos pela Fundesporte.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Saúde atualiza plano de vacinação com novas categorias na prioridade
BATAGUASSU
Polícia Militar apreende mercadorias descaminhadas
IMUNIZAÇÃO
Vacinas já distribuídas atendem cerca de 10% dos públicos prioritários
BRASIL
Justiça lança projeto-piloto para redução da oferta de drogas ilícitas