Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
Polícia

Ex-secretário de finanças é preso com munições encontradas pelo Gaeco

19 maio 2016 - 12h56Por Fonte: correiodoestado
O ex-secretário de finanças da Prefeitura de Campo Grande, André Scaff, foi detido e levado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro hoje (19) pela manhã.

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) cumpriu mandado de busca e apreensão na casa de Scaff, que também é procurador na Câmara Municipal, e no gabinete dele, no Legislativo. Esses mandados foram expedidos pela 1ª Vara do Júri.

Durante as buscas, policiais militares lotados no Gaeco localizaram em uma pequena sala na casa do servidor público municipal, dentro de um armário, 15 munições calibre .38.

Como ele não tem porte de arma, foi conduzido da Câmara de Vereadores para a Depac para prestar esclarecimentos. O delegado Enilton Zalla também vai ouvir a mulher de André Scaff, que estava na residência, e os dois PMs que encontraram as munições. Nenhuma arma foi localizada.

"O pessoal do Gaeco encontrou munições, constitui-se crime de posse de arma de fogo de uso permitido e cabe à Polícia Civil lavrar o auto de prisão em flagrante", explicou a autoridade policial.

Mediante as oitivas que começaram no final desta manhã, Zalla definirá se cabe fiança, o que permitiria que o ex-secretário respondesse ao crime em liberdade. Esse procedimento está previsto para se encerrar nesta tarde. "Ele admitiu que não tem arma de fogo, mas admitiu que as munições eram de propriedade dele. Ele não falou para que seriam essas munições", detalhou Zalla.

O Gaeco também levou para a Depac Centro cds e computador apreendidos, mas o delegado afirmou que não se trata do flagrante que ele tem a responsabilidade em apurar.

POSIÇÃO DA CÂMARA

Procurador jurídico da Câmara de Campo Grande, Gustavo Lazzari, explicou que os trabalhos do Gaeco foram restritos a pessoa do procurador da Casa, André Scaff.

Gustavo Lazzari disse que o promotor Marcos Roberto Ditz, acompanhado de policiais, cumpriu mandado de busca e apreensão somente na sala de Scaff.

"Fizeram apreensão do que era necessário, mas não temos conhecimento do que se trata. O pouco de informações que temos é de que não tem conexão com qualquer outra operação, como Coffee Break, com vereadores ou com a própria Câmara".

Scaff foi secretário de finanças na administração do prefeito afastado Gilmar Olarte (ex-PP) e trabalha na Câmara. A operação não interrompeu a sessão ordinária da Casa, realizada hoje (19).

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Policiais civis prendem homem que vendia drogas enquanto cumpria regime semiaberto
LEGISLATIVO
Pautados para a Ordem do Dia desta quinta-feira quatro projetos
ECONOMIA
Receita começa hoje a enviar cartas a contribuintes na malha fina
COXIM
Polícia militar prende autores de tráfico de drogas e apreende LSD, Êxtase e maconha