Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020

Ferraço forma parceria com rede de distribuição de peças para baratear custo para clientes

Ferraço forma parceria com rede de distribuição de peças para baratear custo para clientes

10 fevereiro 2012 - 14h33
Redação - Tião Prado

No mês de junho a empresa Ferraço estará completando 21 anos de existência em Ponta Porã e o seu sócio-proprietário Aparecido Pereira da Silva, popularmente conhecido como Cido da Ferraço, em entrevista ao jornalista Tião Prado disse que a empresa hoje gera 27 empregos diretos e 11 empregos na filial na cidade de Dourados.

“ Toda empresa que passa de pequena e micro empresa e superam o quinto ano dela, merece respeito, agora se manter no mercado durante duas décadas, não é fácil, é preciso muita perseverança, trabalho e dedicação”, afirmou o empresário.

Cido da Ferraço falou sobre uma associação entre as lojas de autopeças dizendo que aproximadamente em 1988 foi aberta uma rede de autopeças no Brasil denominada Rede Âncora que se instalou inicialmente em São Paulo e hoje está presente em mais de 15 Estados e foi feito buscas junto a esses empresários para o fortalecimento dessa classe.

“Fomos atrás da Rede Âncora pegando o endereço de todas as lojas desse ramo do estado de MS e enviamos correspondências a todos para juntarmos num propósito de se montar um centro de distribuição em Campo Grande e dentro dessa luta, tanto minha quanto do Jorge que é o proprietário da Mercepeças em Campo Grande, sendo ele o presidente e eu o vice da Rede e nós conseguimos em setembro do ano passado fundar a Rede Âncora no Mato Grosso do Sul”, frisou Cido.

O empresário da Ferraço disse que a Rede Âncora iniciou no estado com 32 lojistas e que o objetivo não é formar cartel e sim, a Rede Âncora busca o fabricante trazendo a mercadoria diretamente para o lojista, muitas vezes eliminando o distribuidor e cada sócio da Rede continua sendo proprietário do seu negócio. “ Ele participa da Rede comprando da fábrica com valores menores porque compra em conjunto, aumentando o poder de compra”, destacou Cido da Ferraço.

Nacionalmente, a Rede Âncora tem mais de 750 sócios, portando quando se chega para comprar em uma fábrica, não é uma empresa e sim 750 pontos de varejo disponível com capacidade de venda, e o produto torna-se mais barato porque a fábrica irá dedicar um dia de produção para a Rede.

Cido falou que a Rede tem uma central de logística que fica em São Paulo que serve para fazer a compra e os pedidos e depois envia para 15 centros de distribuição localizados nas capitais referentes a cada Estado e ao ser questionado sobre a vantagem de estar filiado na Rede Âncora, o empresário disse: “ quando você se junta com 32 donos de autopeças trocando informações a respeito de soluções, essas vem, então, se as dificuldades são as mesmas e as soluções podem ser diferentes, diminuem custos pra gente”.

Finalizando, Cido disse que desde janeiro desse ano a Ferraço não está sozinha e sim com o aporte da Rede Âncora e que alem do atendimento com qualidade, garantia dos produtos que vende, com uma maior variedade, pode-se afirmar que o preço da Ferraço será diferente e justo. “Hoje vendemos produtos comprado no Brasil com preço melhor que do Paraguai”, concluiu Cido.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LAGUNA CARAPÃ
Caminhão que seguia para Campo grande com mais de seis toneladas de maconha foi apreendido pelo DOF
PROPINA DIFERENTE
Traficante Minotauro usou canetas de US$ 900 para pagar propina a agentes paraguaios, afirma MPF
ECONOMIA
Seis milhões de pessoas pediram empréstimo na pandemia, diz IBGE
CORONAVÍRUS
Falta de leitos de UTI coloca em risco população de Dourados, diz secretário