Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
Polícia

Golpista "famoso" se passa por deputado para dar golpe e trama acaba com 4 presos

29 junho 2016 - 12h43Por Fonte: douradosnews
Policiais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) desmantelam esquema de estelionatários na noite de terça-feira (28) em Ponta Porã e prenderam quatro integrantes de uma quadrilha em posse de uma caminhonete. Eles faziam parte de esquema realizado pelo famoso golpista Walfrido Gonzáles Filho, 37, que mesmo preso, recebeu mais de R$ 1 milhão em fraudes contra pessoas. Nesta ação, Gonzáles se passou por parlamentar para ‘passar a perna’ na vítima.

De acordo com o registro policial, durante bloqueio policial na MS-164, próximo a região de fronteira, foi abordada a Toyota Hilux de cor prata com placas de Campo Grande, conduzida por Lucelio Perez Borges, 26, acompanhado por Josiane Mariano da Silva, 23, Maria Lucia Perez Borges, 31, e Lorrayne Lima de Oliveira, 18, todos moradores na Capital.

O veículo estava em nome de Lorrayne. Durante entrevista, a equipe suspeitou que os ocupantes da caminhonete poderiam estar levando algo irregular e realizaram checagem individual de cada um em buscas por antecedentes criminais e também vistoria ao veículo.

Após a checagem, foi verificado que a caminhonete estava envolvida em uma ocorrência de estelionato praticado em Campo Grande na data de 24 de junho.

Em apuração preliminar a equipe policial acabou confirmando que Lorrayne, que trabalha como babá para Maria Lucia, recebeu R$ 2 mil da patroa para transferir a caminhonete para seu nome.

Confirmou-se ainda que Maria Lucia junto de Lucélio e Josiane se deslocaram de Campo Grande para Dourados, onde venderia o veículo pela quantia de R$ 60 mil em uma garagem, mas o negócio não foi concretizado. Após contar várias versões sobre a compra da caminhonete, Maria Lucia confessou que seria esposa do estelionatário que encontra-se preso em Campo Grande. Walfrido tem mais de 70 passagens registradas pela polícia do Mato Grosso do Sul.

Maria Lucia confirmou que o esposo era o mentor do crime, onde se passou por um conhecido deputado do Estado, negociando e fechando a compra da caminhonete por telefone, sendo que Maria Lucia fez o "teste drive" no veículo e o levou para fazer a vistoria para transferência.

Como o suposto deputado teria pedido para agilizar a entrega do veículo, confirmando por telefone a concretização do negócio e dizendo teria que fazer uma viajem, a proprietária transferiu a caminhonete para o nome da Maria Lucia. Porém, depois de tentar entrar em contato com o suposto deputado e não conseguir falar, a vítima registrou o boletim de Estelionato na Depac centro de Campo Grande.

Durante a ocorrência de terça, Walfrido ligou diversas vezes no DOF, se identificando como desembargador, como deputado, como advogado e como filho da vítima, tentando fazer a liberação do veiculo.

Diante de todas as informações e fatos relacionados, a equipe policial deu voz de prisão a quadrilha de estelionatários, encaminhando o veículo e os presos até a delegacia de Ponta Porã, onde todos foram autuados por estelionato.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Negada indenização a ex-companheiro por briga mútua com antigos cunhados
ECONOMIA
Construção civil apresenta inflação de 1,69% em outubro, diz FGV
PREMIAÇÃO
Com Painel Covid-19, SES vence prêmio de Inovação na Gestão Pública 2020
ELDORADO
Polícia Militar prende homem por violência doméstica