Menu
Busca sábado, 05 de dezembro de 2020

Hemonúcleo atende 10 municípios de MS e do Paraguai

27 setembro 2011 - 17h50
Hemonúcleo atende 10 municípios de MS e do Paraguai

Divulgação (TP)

A campanha promovida pela FAP foi elogiada por todos os participantes. Alguns não puderam doar, no sábado, por um ou outro motivo. Mas garantiram que vão retornar para efetuar a doação procurando ajudar a quem precisa.

Quem também gostou da iniciativa foram os profissionais que trabalham no Hemonúcleo e que passaram toda a manhã de sábado trabalhando na triagem e coleta de sangue. O Hemonúcleo de Ponta Porã possui uma equipe composta por nove profissionais.

“Campanhas como esta nos ajudam bastante pois atendemos toda a região de fronteira e também o Paraguai. Daqui saem, em média, 175 bolsas de sangue por mês”, informou o diretor administrativo do Hemonúcleo, Roberto Carlos Dutra.

Atualmente o Hemonúcleo de Ponta Porã conta com uma média de 250 doadores por mês. O órgão atende a população dos seguintes municípios: Ponta Porã, Antônio João, Caracol, Bela Vista, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Amambai, Tacuru e sete Quedes.

A maior procura é do Paraguai. No país vizinho não existe uma estrutura pública gratuita como a de Ponta Porã. Em Pedro Juan Caballero, geralmente, a pessoa que precisa de sangue tem que repor levando ao local de coleta mais quatro doadores. Além disso, tem que pagar a quantia de 150 mil guaranis (cerca de R$ 70) por bolsa de sangue.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Ministro debate com entidades retorno das aulas presenciais
MAUS TRATOS
Estudante de 26 anos é autuada por maus tratos ao deixar cachorro sem água, sem alimentação e doente
ECONOMIA
Captação da poupança cai pela primeira vez desde janeiro
CAMPO GRANDE
Polícia Civil recupera celular produto de apropriação de coisa achada