Menu
Busca sábado, 08 de agosto de 2020

Hemonúcleo atende 10 municípios de MS e do Paraguai

27 setembro 2011 - 17h50
Hemonúcleo atende 10 municípios de MS e do Paraguai

Divulgação (TP)

A campanha promovida pela FAP foi elogiada por todos os participantes. Alguns não puderam doar, no sábado, por um ou outro motivo. Mas garantiram que vão retornar para efetuar a doação procurando ajudar a quem precisa.

Quem também gostou da iniciativa foram os profissionais que trabalham no Hemonúcleo e que passaram toda a manhã de sábado trabalhando na triagem e coleta de sangue. O Hemonúcleo de Ponta Porã possui uma equipe composta por nove profissionais.

“Campanhas como esta nos ajudam bastante pois atendemos toda a região de fronteira e também o Paraguai. Daqui saem, em média, 175 bolsas de sangue por mês”, informou o diretor administrativo do Hemonúcleo, Roberto Carlos Dutra.

Atualmente o Hemonúcleo de Ponta Porã conta com uma média de 250 doadores por mês. O órgão atende a população dos seguintes municípios: Ponta Porã, Antônio João, Caracol, Bela Vista, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Amambai, Tacuru e sete Quedes.

A maior procura é do Paraguai. No país vizinho não existe uma estrutura pública gratuita como a de Ponta Porã. Em Pedro Juan Caballero, geralmente, a pessoa que precisa de sangue tem que repor levando ao local de coleta mais quatro doadores. Além disso, tem que pagar a quantia de 150 mil guaranis (cerca de R$ 70) por bolsa de sangue.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOF
Quatro veículos com cigarros que vinham para Dourados são apreendidos
PONTA PORÃ
HR de Ponta Porã recebe mais 10 leitos de UTI e 40 leitos clínicos para atendimento da Covid-19
MEIO AMBIENTE
Jacaré abandonado por menino em pet shop estava com boa saúde e se alimentava bem, diz veterinário
CAPITAL
Doador anônimo doa dispositivo para cirurgia rara em bebê recém-nascida