Menu
Busca quarta, 01 de abril de 2020
Assassinato

Homem que estuprou sobrinho de 5 anos morre em presídio

06 novembro 2015 - 12h33Por Fonte: reporterms
O presidiário Jorge Moraes da Conceição, 57 anos, que morreu em cela do presídio de Corumbá, ontem (5) à noite, estava preso por, supostamente, ter abusado sexualmente do sobrinho, de cinco anos. Ele havia sido detido no último dia 4.

Segundo registro policial, agente penitenciário foi até a cela que era ocupada pelo preso, depois que outros detentos começaram a bater nas grades, para sinalizar que o colega estava passando mal.
Equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas constatou o óbito ainda no local.

O delegado que registrou a ocorrência, Pablo Gabriel, disse que Jorge tinha problemas cardíacos, inclusive havia passado por cirurgia.

Por isso, acredita-se em morte natural. No entanto, o corpo foi submetido a exames para identificar a real causa da morte.
O preso não tinha marcas de violência.
ABUSO

A violência sexual que Jorge teria cometido contra o sobrinho, chegou à polícia por meio de denúncia do Conselho Tutelar da cidade. Investigações apontaram que ele morava ao lado da casa do sobrinho e, desde o início deste ano, praticava o crime.

O homem dormia em companhia da criança, com consentimento da mãe.
O menino reproduzia em outras crianças gestos que o tio fazia com ele, o que frequentemente ocorre com vítima de estupro, segundo a polícia havia anunciado.

A mãe da criança disse que não acreditava na versão do filho e disse que ele é ”muito mentiroso”.
Jorge havia sido preso em cumprimento de mandado de prisão preventivo. O inquérito é investigado na Delegacia de Atendimento à Infância, Juventude e Idoso (Deaij).

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
TRF2 suspende liminar que fixava verbas para combate ao coronavírus
SAÚDE
Paraguai fecha estradas para evitar disseminação do coronavírus
ECONOMIA
Banco prorroga prazo para pagar parcelas do FCO Empresarial
EDUCAÇÂO
Suspensão das aulas presenciais na Rede Estadual é prorrogada até o início de maio