Menu
Busca quarta, 27 de janeiro de 2021

Hospital Evangélico de Dourados abrirá ala de oncologia em dois meses

11 setembro 2012 - 10h30Por Fonte: Dourados Agora
O Hospital Evangélico inaugura o novo setor de oncologia em 60 dias. A informação é do diretor do HE, Maurício Peralta. Conhecido pela população como ‘Hospital do Câncer’, a ala que custou pouco mais de R$ 5 milhões, dinheiro investido em sua maioria pela sociedade, vai abrigar o setor administrativo e a quimioterapia.

Os demais serviços prestados ao paciente com câncer, a exemplo da radioterapia, cirurgia, internação, continuarão sendo feitos nas dependências do Hospital Evangélico, unidade cadastrada no Ministério da Saúde para oferecer tratamento oncológico em Dourados.

Desde a semana passada o Hospital do Câncer - nome fictício - mantém em sua fachada os letreiros do Hospital Evangélico, causando rebuliço e curiosidade. A dúvida de muita gente é quanto à propriedade do novo setor de oncologia.

O novo setor de oncologia do HE, ou Hospital do Câncer, começou a ser construído no início de 2008 e até o mês que vem os três pavimentos estarão prontos. Somente o térreo está em funcionamento e abriga os setores administrativo e alguns consultórios. A construção é fruto da iniciativa da Associação de Combate ao Câncer da Grande Dourados (ACCGD) que, junto à Rede Feminina de Combate ao Câncer, é parceira do Hospital Evangélico.

Os recursos investidos até agora, que passam de R$ 5 milhões, foram garantidos através de doações da sociedade, de Dourados e região, e de promoções, como bingos feitas pela ACCGD.

Atualmente o setor de oncologia atende em média 105 pessoas mês e conseguiu reduzir em até 70% o envio de pacientes de Dourados e região para as cidades que oferecem o serviço, a exemplo de Barretos (SP). Grande parte do serviço oncológico em Dourados é bancado pelo SUS e o HE recebe pouco mais de R$ 300 mil mensais para custear os tratamentos. O repasse oscila a cada mês, pois os recursos encaminhados são de acordo com a produtividade.

Inauguração

Maurício Peralta diz que o novo setor de oncologia será inaugurado depois das eleições. “É uma unidade que está para atender Dourados e região pelo Sistema Único de Saúde (SUS)”, garante o diretor do HE. Somente o setor de quimioterapia, hoje na ala três do HE, é que será transferido para o novo setor de oncologia. “Os demais serviços, a exemplo da UTI, centro cirúrgico, continuarão nos demais blocos do HE”, explica Maurício Peralta.

A marca “Hospital Evangélico” é conhecida pela população como símbolo de uma unidade de saúde particular. Maurício explica que o hospital, que é a Associação Beneficente Douradense, é uma unidade sem fins lucrativos e cerca de 80% dos serviços prestados são feitos pelo SUS.

Ao longo dos últimos anos, o HE se preparou para oferecer grandes serviços e hoje é referência nos setores de cardiologia, oncologia e nefrologia, sendo o único hospital de Dourados que atende a alta complexidade.

Em 2007, o HE deixou de atender o setor de pronto de socorro pelo SUS porque faltou renovar o contrato feito pelo então prefeito Laerte Tetila. Por conta disso, o Hospital da Vida foi montado às pressas, transferindo grande parte dos serviços de ortopedia e traumatologia, antes atendidos no HE, para essa unidade. Mesmo assim, o Hospital Evangélico passou a administrar o Hospital da Vida, também gerido pela Prefeitura de Dourados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÂMARA DOS DEPUTADOS
Lideranças religiosas pedem impeachment de Bolsonaro
PARANHOS
Veículo com mais de 350 quilos de maconha foi apreendido pelo DOF durante a Operação Hórus
ECONOMIA
Nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje
AGENDA
Governador em exercício Paulo Corrêa cumpre agenda em três municípios, onde vistoria e lança obras