Menu
Busca quarta, 27 de janeiro de 2021
Acidente

Identificada mulher que morreu carbonizada após veículo colidir frontalmente

30 outubro 2016 - 13h00Por Douradosnews
A mulher que morreu em um acidente com um ônibus na BR-262 em Mato Grosso do Sul foi identificada pela polícia com a ajuda de uma conta de telefone, encontrada ao lado do carro carbonizado. Segundo o portal G1, a colisão aconteceu na madrugada deste sábado, dia 29 de outubro, dia em que a vítima Rausemeyre Almeida Rosa completaria 57 anos, segundo informações da família.

O veículo que ela dirigia bateu de frente com um ônibus e pegou fogo na hora no trecho entre Campo Grande e Terenos. O corpo da mulher ficou carbonizado. Ao lado do veículo, agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) encontraram uma conta telefônica usada para localizar a família da vitima.

Os parentes disseram para a polícia que Rausemeyre havia saído na noite anterior com o carro e, desde então, a família estava preocupada porque ela não tinha voltado. O motorista do ônibus disse para a polícia que não conseguiu desviar do carro que invadiu a pista no sentido contrário.

As marcas do acidente ficaram na pista e o fogo atingiu o mato às margens da rodovia. O corpo da motorista foi encaminhado para exame de DNA.

O motorista do ônibus teve ferimentos leves e nenhum passageiro se machucou no acidente. Acidente

Segundo registro da Polícia Civil, o carro seguia no sentido Terenos-Campo Grande, quando colidiu com o ônibus de transporte intermunicipal que seguia no sentido contrário. O motorista do ônibus disse a polícia que o automóvel invadiu sua pista e que ele teria tentado evitar a colisão, mas não conseguiu.

Em razão da violência do impacto, o carro de passeio pegou fogo. Quando as equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Rodoviária Federal chegaram ao local o corpo da vítima já estava carbonizado.

Equipes da Polícia Civil e da perícia também estiveram no local. O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário da região central de Campo Grande (Depac Centro) como homicídio culposo na direção de veículo automotor.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: OMS aponta presença da variante de Manaus em oito países
POLÍTICA
Governo federal diz que não se envolve em compras privadas de vacina
ECONOMIA
Bolsonaro apela para que caminhoneiros não façam greve
NAVIRAÍ
Mulher é presa pela Polícia Civil por receptação