Menu
Busca terça, 20 de outubro de 2020
Incêndio

Incendiário joga gasolina em motorista e diz: "Hoje você vai morrer"

14 abril 2016 - 11h36Por Fonte: reporterms
Incendiários provocaram noite de terror entre o fim da noite de ontem (13) e madrugada desta quinta-feira, em bairros de Campo Grande. Dois ônibus foram queimados, sendo um de transporte público e outro de uso particular de igreja. Além de um terceiro que foi apedrejado depois de os criminosos jogarem gasolina no corpo do motorista e o ameaçarem de morte. A série de ataques teria ocorrido a mando de presidiários em represália a treinamentos de agentes penitenciários.

De acordo com informações do Batalhão de Choque, cinco pessoas foram presas, apontadas de envolvimento nos incêndios. Uma adolescente de 13 anos, um menino de 15 anos, e outro garoto de 17. Os maiores de idade tratam-se de Jeferson Reicarda de Oliveira, 21 anos, e Adrian Pierre Vieira Romeiro, 18.

O grupo foi capturado nas imediações do Bairro São Conrado, onde o último ataque ocorreu. Na ocasião, Jean Pierre de Barros Romeiro , 38 anos, pai de Adrian, também foi preso por ter sido encontrado na casa dele pouco mais de um quilo de maconha, caracterizando envolvimento em tráfico de drogas.

Os incêndio teria tido a participação de uma sexta pessoa que ainda não foi encontrada, segundo a polícia.

ATAQUES

Ainda conforme a polícia, a série de ataques começou por volta das 23h30min, na Rua Expedicionário Alcindo Chagas, no Aero Rancho. No local, Adrian e um dos adolescentes se aproximaram de um ônibus de transporte coletivo, em uma Twister, e arremessaram uma garrafa pet com gasolina, em seguida atearam fogo. No veículo havia poucos passageiros por causa horário e todos conseguiram sair sem ferimentos.

Em seguida, a dupla seguiu para a Rua Hafan Felicio, no Campo Nobre, onde queimaram o ônibus de uma igreja. O fogo, inclusive, danificou parte da rede elétrica do bairro.

O terceiro ataque ocorreu no cruzamento entre a Rua Internacional e General Angelo Cunha, no São Conrado. Nesta ação criminosa, os incendiários jogaram gasolina no corpo do motorista de transporte público e disseram: "Hoje você vai morrer". A vítima conseguiu acelerar e fugir e os criminosos acabaram apedrejando o veículo.

Enquanto dois ocupantes da moto ateavam o fogo, os outros apontados de participação, seguiam em um carro, logo atrás, incentivando as ações, de acordo com a polícia.

Os crimes praticados pelos integrantes do grupo foram: tráfico de drogas, associação criminosa, receptação – já que a moto que usaram era furtada, dano ao patrimônio e incêndio criminoso. Além disso, segundo a polícia, Adrian tinha relacionamento com a adolescente de 13 anos e pode responder por estupro de vulnerável.

Os presos alegaram que agiram a mando de presidiários em represália a ações de enfrentamento que são desenvolvidas pelo sistema penitenciário do Estado. Mais informações serão apresentadas pelo comando da Polícia Militar, às 10h.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
MEC discute novas formas de avaliar ensino superior
PIX
Procon pede explicações a Mercado Pago e NuBank sobre cadastros
Clientes dizem que foram cadastrados sem autorização
GERAL
Huawei avança em energia solar no Brasil e mira em baterias
INTERNACIONAL
EUA pedem que Brasil "mantenha olhar crítico" sobre a China