Menu
Busca sábado, 24 de outubro de 2020
Região

Kayatt participa de ato politico no Distrito de Nova Itamarati

01 abril 2016 - 23h47Por Fonte: pontaporainforma
Na manhã desta sexta-feira, dia 1º de abril, na sede do Distrito Nova Itamarati, aconteceu uma solenidade envolvendo o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, INCRA, Assembleia Legislativa e a prefeitura de Ponta Porã, momento em que foi assinado um convênio entre o governo do estado e a prefeitura para um amplo trabalho de recuperação das estradas vicinais da região do Itamarati.

Presentes ao evento estava o prefeito Ludimar Novais (PDT); o secretário de Estado Marcelo Migliori, que representou o governador Reinaldo Azambuja; Superintendente do INCRA Humberto; representante da Agraer, Enelvo Felini; Deputado Federal Zeca do PT, deputados Estaduais Flávio Kayatt (PSDB) e João Grandão (PT), secretários Municipais e vereadores de Ponta Porã.

O prefeito Ludimar Novais ao fazer uso da palavra falou a respeito da patrola que foi conseguida com recursos do governo federal e esta no local atendendo os moradores e agora com este convênio a maioria dos problemas das estradas vicinais poderão ser solucionados e todos os moradores poderão se deslocar pelas estradas com mais tranquilidade.

Ludimar lembrou que no final do ano colocou uma estrutura muito boa para arrumar todas as estradas da região do Itamarati, mas infelizmente as chuvas vieram com grande intensidade e acabaram por prejudicar todo serviço que foi feito sendo que todo o serviço deverá ser refeito.

O Secretário de Estado Marcelo Migliori, falando em nome do governador, disse que com a eleição do Reinaldo uma nova política e um novo modelo de governo passaria a ser adotado no estado e este momento é muito importante para mostrar este pensamento, uma vez que no local encontravam-se reunidos políticos de todos os partidos em busca de um bem comum que é solucionar os problemas das estradas da região do Itamarati.

Foi dito durante o ato que essa ‘criança’ teria um pai, momento em que o secretário disse: " Todos os que estão presentes aqui são pai dessa criança, começa pela população do assentamento que fez a sua parte manifestando o seu descontentamento bloqueando a estrada, os vereadores que fizeram vários pedidos, o prefeito Ludimar Novais, o nosso amigo Hélio Peluffo que me ligou várias vezes, os deputados estaduais e os deputado Zeca e Dagoberto que pediram para que o problema fosse resolvido, e isso é um exemplo da nova política" disse.

O secretário fez questão de afirmar que quem vai decidir onde será feito o serviço é a fiscalização da obra junto com os assentados, todos terão atendidos as prioridades da região.

O deputado Estadual Flávio Kayatt (PSDB) fez um agradecimento as pessoas que estavam presentes no local, ao governador Reinaldo Azambuja que não mediu esforços para solucionar o problema do Itamarati, pois é um problema supra-partidário e emergencial, sendo que a Agesul e a associação dos moradores do assentamento percorreram os trechos críticos e decidirão onde será feito recuperação das estradas.

"Quero falar o meu papel de deputado estadual, dedicamos uma emenda de R$ 100 mil reais que já está na conta da prefeitura para comprar uma ambulância para o Distrito de Itamarati e agora mais R$ 200 mil reais para compra de colhetadeira, trator, plantadeira e arado para quem faz o cultivo da rama da mandioca no assentamento Itamarati" , disse Kayatt.

Finalizando a sua fala, Kayatt agradeceu o apoio do secretário Marcelo Migliori, dos deputados Zeca e João Grandão, afirmando que o João representa o assentamento Itamarati e fez um agradecimento especial ao arquiteto Hélio Peluffo, dizendo "foi meu secretário de obras e meu braço direito nos meus 8 anos de administração e esta aqui do meu lado sempre pra mostrar que estamos juntos em qualquer caminhada".

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
MS registra 479 novos casos de Covid-19 e faixa etária de 30 a 39 anos é a mais afetada
AQUIDAUANA
Polícia Militar Ambiental autua infrator em R$ 2,3 mil por incêndio em leiras de vegetação proveniente de limpeza
ECONOMIA
Decisão do STF evita perda na arrecadação de R$ 1,2 bilhão, diz Reinaldo Azambuja
DOURADOS
Homem invade casa, tenta estuprar jovem e é detido por populares