Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
Ponta Porã

Luiz Renê eleito presidente da OAB em Ponta Porã

23 novembro 2015 - 07h00Por Assessoria

O advogado Luiz Renê do Amaral, encabeçando a chapa única – “Luta responsável por nossa OAB”, foi eleito presidente da 5ª Subseção da OAB/MS, em Ponta Porã. A eleição ocorreu nesta sexta-feira, dia 20, com comparecimento de 176 dos 280 profissionais inscritos e aptos ao voto. Luiz Renê do Amaral vai substituir o atual presidente, Modesto Rojas.

A votação foi encerrada às 17h momento que a comissão eleitoral e fiscais se reuniram para fazer a apuração. Luiz Renê obteve 157 votos, sendo que 11 advogados votaram em branco e 8 anularam seus votos. Já na eleição para a seccional da OAB em Mato Grosso do Sul, o candidato vencedor em Ponta Porã foi o atual presidente, Júlio Cesar Souza Rodrigues, com 93 votos; o presidente eleito no Estado, Mansour Elias Karmouche da Chapa 22, “Ordem e Progresso”, teve 27 votos; seguido de Jully Heyder da Cunha da Chapa 33, “Novos Rumos”, com 26 votos. Luiz Renato Adler Ralho da Chapa 44, “Uma OAB Para Todos!”, obteve 3 votos na fronteira; e Lázaro José Gomes Júnior, da Chapa 55, “Juntos Pela Ordem”, 2 votos.

Luiz Renê foi eleito presidente da 5ª Subseção prometendo fazer uma gestão voltada para a união dos advogados de Ponta Porã. “Também vamos trabalhar para aproximar a advocacia dos poderes locais instituídos, de modo profilático contra os abusos e as violações as nossas prerrogativas e direitos; vamos fazer valer as nossas prerrogativas, criando a Procuradoria Municipal de Defesa das Prerrogativas, nos moldes da já existente no Conselho Federal, para atuar de forma corporativa e coesa contra os abusos cometidos pelas autoridades de turno; vamos fazer valer os nossos direitos, consagrados em Lei Federal, principalmente com a implementação e a atuação efetiva de comissões temáticas, permanentes e provisórias”.

Outras propostas apresentadas durante a campanha por Luiz Renê aos advogados da fronteira são: lutar pela valorização do novo advogado, com a atuação efetiva de comissão específica e a implementação de projetos como o “Projeto Padrinho” o “Anuidade Zero”, na Subseção; buscar a capacitação do advogado pontaporanense, com a instalação de nosso auditório multiuso e com a constante promoção de cursos de extensão e palestras temáticas; incentivar a governança participativa de nossa Subseção, promovendo audiências públicas e assembléias gerais com a participação de toda a advocacia pontaporanense antes da manifestação institucional da Presidência, inclusive levando-a ao conhecimento formal da Seccional e do Colégio de Presidentes de Subseções de Mato Grosso do Sul.

Ele fala que foi com grande satisfação que integrou nos últimos seis anos a bancada do Conselho Seccional como representante de Ponta Porã e região. “Nesse período participamos ativamente das grandes conquistas da nossa OAB, desde a ampliação mais do que necessária do sistema judicial local, com a implantação de Varas estadual e federal, passando pela elevação de nossa Subseção à condição de Conselho Subseccional, até a realização do nosso sonho trintenário, a construção da Casa do Advogado, a nossa sede recentemente inaugurada na Travessa dos Poderes. Sempre com a bandeira em riste da luta irrestrita por nossas prerrogativas e pela efetivação de nossos direitos, não nos descurando da atenção devida aos nossos colegas. Disto, frutificou uma união dos advogados pontaporanenses em prol de nossa candidatura única. Agora ladeado com valorosos colegas, ganhamos a oportunidade e a confiança de todos para fazer mais”, destaca.

Na história da 5ª Subseção da OAB/MS que começou no ano de 1981 com a indicação de Ricardo Brandão para exercer a presidência, essa é a primeira eleição pós Brandão, que um candidato vai para uma eleição sem disputas, com apenas uma chapa de consenso. Luiz Renê diz que nos últimos seis anos, juntamente com o ex-presidente da Seccional Mato Grosso do Sul, Leonardo Duarte, e do atual presidente, Júlio César Souza Rodrigues, ocorreram grandes avanços para os advogados da fronteira, ressaltando a construção da sede própria e a implantação do “SOS Advogado”, um serviço que presta apoio aos profissionais que têm suas prerrogativas desrespeitadas. “Na minha gestão além da Procuradoria para Defesa das Prerrogativas, vamos implantar uma comissão específica formada pelos ex-presidentes da OAB em Ponta Porã, que poderão colaborar com suas experiências. Nossa gestão será participativa, vamos realizar assembléias para debater os temas de interesse não apenas da classe, mas de toda a nossa sociedade”.

NOVA DIRETORIA:

Presidente: Luiz Renê Gonçalves do Amaral

Vice-Presidente: Maurício Dornelles Cândia Júnior

Secretária-Geral: Lysian Carolina Valdez

Secretário-Geral-Adjunto: Eduardo Esgaib Campos Filho

Tesoureiro: Arnaldo Escobar

CONSELHEIROS SUBSECCIONAIS TITULARES:

Ana Flávia da Costa Oliveira Vieira, Fernando Antônio Alves da Rocha, Gelson Francisco Sucolotti, Laura
Karoline Silva Melo, Lincoln Ramon Sachelaride, Lissandro Miguel de Campos Duarte, Nina Negri Schneider,
Pedro de Souza Lima, Rodrigo de Oliveira Ferreira e Telmo Verão Farias.

CONSELHEIROS SUBSECCIONAIS SUPLENTES:

Ana Rosa Cavalcanti da Silva, Isabel Cristina do Amaral, Jucimara Zaim de Melo, Nataly Marcely de Souza Santos, Raquel Otano de Andrade Portiolli, Silvia Carolina Antunes Klais, Tania Sara de Oliveira Alves, Grace Georges Bichar.

RESULTADO DA ELEIÇÃO ESTADUAL DA OAB

1º Mansour Elias Karmouche da Chapa 22 – “Ordem e Progresso” – 2.168 votos

2º Jully Heyder da Cunha da Chapa 33 – “Novos Rumos” – com 1.836 votos

3º Afeife Mohamad Hajj da Chapa 11 – “OAB Independente” – 866 votos

4º Luiz Renato Adler Ralho da Chapa 44 – “Uma OAB Para Todos!” – 839 votos

5º Júlio Cesar Souza Rodrigues, da Chapa 66 – “OAB Cada Vez Mais Forte” – 664 votos

6º Lázaro José Gomes Júnior, da Chapa 55 - “Juntos Pela Ordem” – 662 votos

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Serial Killer que confessou ter matado 7 em MS é transferido após defesa alegar agressões psicológicas
ECONOMIA
Dólar tem forte queda e fecha a R$ 5,34
PANDEMIA
Após policiais testarem positivo para o coronavírus, delegacias são fechadas para desinfecção
GERAL
Caixa pagou R$ 70,8 bilhões em auxílio emergencial