Menu
Busca sexta, 18 de setembro de 2020
Ponta Porã

Marcelino anuncia reajuste salarial para os servidores da Câmara Municipal de Ponta Porã

27 novembro 2015 - 07h00Por Assessoria
Nesta quinta-feira, 26 de novembro, os vereadores da Câmara Municipal de Ponta Porã, votaram e aprovaram por unanimidade, a lei nº 162/2015/CM, que dispõe sobre a revisão geral anual da remuneração dos servidores do Poder Legislativo.

A porcentagem de reajuste concedida foi de 6,40% referente ao ano de 2014. Todos os servidores, tanto comissionados quanto efetivados, receberão este reajuste. Também aplica-se as disposições dessa lei às aposentadorias e pensões.

De acordo com o presidente da Casa de Leis, Marcelino Nunes de Oliveira, “este reajuste é uma maneira de valorizar os trabalhos desenvolvidos nesta Casa Legislativa e entrarão em vigor a partir do mês de dezembro de 2015”, afirmou.

O reajuste foi calculado com base na variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, pesquisado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IPCA-IBGE).

O presidente da Câmara Municipal, Marcelino Nunes de Oliveira, frisou que o reajuste foi possível por conta da gestão responsável dos recursos financeiros durante todo o ano na Casa de Leis. "Conseguimos, com apoio dos componentes da Mesa Diretora e dos demais colegas vereadores, manter as contas em dia. Posso assegurar que, além de pagar este reajuste, já temos os recursos necessários para quitar a segunda parcela do 13° salário e o salário de dezembro. Isso é fruto de uma gestão equilibrada que procura investir no que é essencial. Desta forma estamos valorizando a todos os servidores que têm procurado desenvolver um trabalho voltado para prestar serviços de qualidade à população de Ponta Porã", afirmou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Setembro é mês de licenciar veículos com placa final 9
MEIO AMBIENTE
Fumaça do Pantanal se desloca para o Sul do país
RANKING DO CLP
Mato Grosso do Sul é o 6º Estado mais competitivo do Brasil
SANTA RITA DO PARDO
Em ação conjunta, Polícia Militar e Polícia Civil prendem estelionatários que se passavam por policiais militares para extorquirem produtores rurais.