Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
Ponta Porã

Marcelino Nunes participa de reunião preparatória de Audiência Pública do "Castelinho"

Audiência pública "Castelinho": Restauração, Revitalização e Patrimônio Histórico na próxima terça-feira dia 10 de maio, no Plenário Issac Borges Capilé às 14 horas na Câmara de Ponta Porã

02 maio 2016 - 13h14Por Assessoria
Na manhã desta segunda-feira, dia 02 de maio, na Câmara Municipal de Vereadores de Ponta Porã, o vereador Marcelino Nunes de Oliveira (PROS) recebeu a visita de Rita Natalia da Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, e Sara Bernal do Iphan.

Na oportunidade foi tratado sobre a preparação da Audiência Pública "Castelinho" que acontecerá na próxima terça-feira dia 10 de maio, no Plenário Issac Borges Capilé às 14 horas.

A audiência pública "Castelinho": Restauração, Revitalização e Patrimônio Histórico estará ouvindo a comunidade fronteiriça.

As inscrições para participar do plenário poderão ser feitas de 3 a 10 de maio de 2016 no Ministério Público Estadual, Fundação Municipal de Cultura e na Câmara Municipal de Vereadores de Ponta Porã.

A audiência pública é uma iniciativa do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, através da SECTEI, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Ministério Público de Ponta Porã.

O "Castelinho" por suas características arquitetônicas de fortificação é um exemplo de arquitetura militar, construído na década de 20, foi sede do novo Território Federal de Ponta Porã, conforme o decreto lei de Getúlio Vargas, sendo gabinete do então presidente. O prédio foi tombado como patrimônio histórico pelo decreto 3.940, de 04 de novembro de 1996.

O "Castelinho" faz parte do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural do Município de Ponta Porã por conta da Lei 3512, criada por Marcelino Nunes de Oliveira, sancionada pelo então prefeito Flávio Kayatt no dia 11 de dezembro de 2006.

O objetivo da reforma é transformar o imóvel em um Museu Histórico onde poderá expor a história da fronteira através de fotos e objetos, que contará com a colaboração dos munícipes. O vereador Marcelino, conta com um acervo com mais de duas mil fotos antigas digitalizadas, que ele disponibilizará para o Museu.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Batalhão de Choque da PMMS apreende cerca de uma tonelada de maconha
TJMS
Segunda etapa do Concurso da Magistratura começa no dia 31
DIREITOS HUMANOS
Comissão Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo em MS abre edital para entidades
CRIME AMBIENTAL
Empresário é autuado em R$ 5,5 mil por construção de pousada e rancho pesqueiro degradando área protegida de matas ciliares do rio Taquari