Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021

Ex-vereador defende que legenda deve ouvir todos os pré-candidatos a prefeito e conjuntamente tomar decisão sobre o caminho na sucessão em Ponta Porã

Ex-vereador defende que legenda deve ouvir todos os pré-candidatos a prefeito e conjuntamente tomar decisão sobre o caminho na sucessão em Ponta Porã

14 junho 2012 - 14h05
Jornal Regional

Diante do quadro no tabuleiro sucessório municipal onde o PMDB tem papel relevante e preponderante visando as eleições municipais em Ponta Porã, o ex-vereador e ex-diretor do Previporã, Márcio Cruz defende que o partido deve ouvir todos os prefeitáveis dos mais diferentes quadrantes.

“O PMDB é um partido que nacionalmente defendeu as diretas Já, tem em seus quadros políticos respeitados pela conduta moral, como o senador Pedro Simon, por exemplo, uma figura respeitada pela postura e ética com que conduz sua trajetória na política do país. Em Ponta Porã, não é diferente, pois o PMDB é sem sombra de dúvidas formado por lideranças natas, peemedebistas que têm uma rica história de trabalho em defesa do programa do partido”, afirmou Márcio Cruz.

Membro do diretório municipal, na qualidade de delegado à convenção estadual ao lado de Osmar Pereira da Cruz e do engenheiro Orlando Rebello Maciel, Márcio Cruz diz que o PMDB de Ponta Porã “é a noiva mais linda da sucessão municipal e por conta disso precisa ouvir todos os prefeitáveis, saber suas propostas para Ponta Porã, ouvir o que cada um tem a dizer e posteriormente tomar uma decisão de forma conjunta, sempre respeitando a todos e principalmente, visando o bem-estar da população e o desenvolvimento de Ponta Porã”, enfatiza.

Márcio Cruz diz que enviou uma solicitação à Executiva municipal, presidida por Bruno Reichardt, para que o partido possa realizar reuniões com os pré-candidatos a prefeito. “Precisamos ouvir a todos, indistintamente, para que o PMDB possa crescer enquanto partido e principalmente, sair fortalecido desse processo sucessório, pois somos um partido forte, organizado e sobretudo, com toda uma história de lutas”, enfatizou.

O ex-vereador cita por exemplo peemedebistas como José Eraldo Rebelo Maciel, o próprio presidente Bruno Reichardt, Luzia Silva do PMDB Mulher, o advogado Deodato Bueno de Oliveira, o ex-vereador Landolfo Antunes. Márcio Cruz, Bruno Reichardt e Landolfo Antunes foram eleitos pelo PMDB vereador em 1988, ao lado de outros, e representaram o partido. “Fizemos parte de uma rica história do PMDB de Ponta Porã”, exemplifica Márcio Cruz.

Dentro desse contexto, o ex-vereador defende a tese de que o PMDB possa abrir as portas para que todos os prefeitáveis, inclusive e principalmente do partido, possam explanar suas propostas e programas de governo para governar Ponta Porã.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford
EDUCAÇÃO
Enem 2020: confira hoje a correção das provas ao vivo
BRASIL
Mesmo com vacina, vitória sobre coronavírus passa por 'mudança de comportamento social'
Antônio Barra Torres deu declaração ao abrir reunião da Anvisa que analisa pedidos de uso emergencial de duas vacinas contra Covid-19
SAÚDE
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado