Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
Defesa Civil estadual

MS tem 34 cidades em emergência e 32 já reconhecidas pelo estado

30 janeiro 2016 - 02h22Por Do G1 MS
Anastácio, que fica a 128 quilômetros de Campo Grande, é o 34º município de Mato Grosso do Sul, do total de 79 no estado, a decretar emergência por conta dos estragos causados pelo excesso de chuva. O documento que coloca a cidade em tal situação foi publicado na edição desta sexta-feira (29) do Diário Oficial dos Municípios.
(Correção: ao ser publicada, esta reportagem errou ao informar que são 33 cidades em emergência homologadas pelo governo de Mato Grosso do Sul. Na verdade são 32. O erro foi corrigido às 16h11.)
MAPA DAS CIDADES EM EMERGÊNCIA POR CAUSA DAS CHUVAS EM MS

Também nesta sexta-feira, o governo do estado reconheceu mais sete decretos municipais. Conforme o Diário Oficial do Estado (DOE), estão homologadas as situações de Vicentina, Miranda, Rio Verde de Mato Grosso, Fátima do Sul, Jateí, Aquidauana e Batayporã.

Com esses reconhecimentos, sobe para 32 o número de cidades homologadas pelo governo do estado, ficando de fora Anastácio e Campo Grande.
Segundo a Defesa Civil estadual, a capital sul-mato-grossense é contabilizada na lista do órgão, mas não teve o decreto municipal homologado pelo governo por não ter necessidade de receber verba estadual. A situação de Anastácio está sendo avaliada pelo Executivo estadual.
Anastácio
Conforme o decreto, as fortes chuvas causaram enxurradas, alagamentos, fizeram o rio Aquidauana transbordar e houve destruição e danificação de estradas, pontes e tubulações.

Ainda de acordo com a publicação, os danos nas estradas prejudicaram o acesso a dois assentamentos, a cinco colônias e a três comunidades. Os estragos prejudicaram 5.890 pessoas na área rural e 90 na urbana.

Outros municípios
Nessa quinta-feira (28), decretaram situação de emergência Rio Verde de Mato Grosso e Nioaque.

Os outros municípios com emergência decretada por causa de estragos provocados pelas chuvas são Aquidauana, Jateí, Miranda, Dois Irmãos do Buriti, Ivinhema, Guia Lopes da Laguna, Batayporã, Vicentina, Taquarussu, Tacuru, Naviraí, Itaquiraí, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Amambai, Iguatemi, Sete Quedas, Paranhos, Caarapó, Juti, Novo Horizonte do Sul, Japorã, Eldorado, Deodápolis, Mundo Novo, Bela Vista, Laguna Carapã, Fátima do Sul, Caracol, Jardim e Campo Grande.
Emergência
Com os decretos, os municípios ficam autorizados a contratar serviços de reparos sem necessidade de licitação e ainda facilita a captação de recursos.

Também fica permitido o aluguel de imóveis para desabrigados e o uso da máquina pública para atendimento a situações relacionadas a temporais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Campanha eleitoral tem baixa ocorrência de fake news, afirma Barroso
CRIME AMBIENTAL
Paulista é autuado em R$ 10 mil por erosões em 2 hectares de área, causando degradação de córrego em sua fazenda em Inocência
ECONOMIA
Dívida bruta do governo deverá encerrar o ano em 96% do PIB
REGIÃO
Polícia Militar Ambiental de Campo Grande e Imasul realizam fiscalização na MS 040 e orientam condutores sobre resíduos lançados de veículos às margens de rodovias