Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020

Índios realizam manifestação em frente a Promotoria pública Federal em Ponta Porã

Índios realizam manifestação em frente a Promotoria pública Federal em Ponta Porã

14 outubro 2011 - 09h25
Tião Prado


Neste momento, cerca de 80 índios trazidos por um micro-ônibus e uma van de várias aldeias de Dourados, Antônio João e Bela Vista estão em frente a Promotoria pública Federal, na rua Antonio João, centro de Ponta Porã, onde pretendem entregar ao Promotor Dr. Thiago dos Santos Luz, um manifesto com várias reivindicações que foram tiradas de um encontro de professores e lideranças indígenas no município de Bela Vista na aldeia Piracuá.

Anastácio Peralta, que faz parte da comissão nacional de políticas indígenas para o estado, falando a nossa reportagem manifestou que: “Neste encontro foram discutidos temas relacionados a educação e a violência que está existindo a nível de estado e pais principalmente com índios Guaranis Caiuás do Mato Grosso do Sul”.

O objetivo principal, segundo Anastácio, é entregar ao promotor o documento que foi feito neste encontro e cobrar da justiça uma ação mais enérgica dentro das comunidades indígenas. Afirmou ainda sua preocupação com o assassinato de Genivaldo, que até agora não teve nenhuma ação positiva por parte da justiça e as pessoas que o mataram ainda estão impunes.

Os índios não conseguiram marcar uma audiência devido ao feriado, mas foram informados pelos funcionários da promotoria que tão logo o promotor chega ao local irá atendê-los e receber o documento.

Os manifestantes estão trajados tipicamente e portando cartazes e uma faixa com dizeres: “O chão do Mato Grosso do Sul, é encharcado com o sangue dos Guaranis Caiuás, chega de impunidade, prendam os assassinos, a lei é para todos”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Justiça Federal manda soltar acusados de invadir celular de Moro
ECONOMIA
Antecipação do INSS poderá ser pedida sem limitação de distância
ECONOMIA
Déficit primário do Governo Central atinge R$ 96,1 bilhões em agosto
NOTÍCIAS
1ª Câmara Cível considera regular a devolução de bem à revendedora