Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020

Nova etapa de pré-matrículas na Rede Estadual de Ensino segue até a próxima sexta-feira

19 janeiro 2016 - 09h30Por SED
A Secretaria de Estado de Educação (SED) informa que a nova etapa de pré-inscrição para a matrícula na Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul vai até esta sexta-feira (22) e pode ser feita, via internet, nos sites www.sed.ms.gov.br ou www.matriculadigital.ms.gov.br para todas as escolas estaduais localizadas em áreas urbanas. O acesso pode ser a qualquer hora, de qualquer lugar, utilizando um computador, tablet ou smartphone.

A pré-inscrição é para estudantes concluintes do 9º ano em escola que não ofereça o ensino médio; estudantes de escola estadual que não ofereça a série subsequente; estudantes novos; estudantes que desejem mudar de escola; estudantes desistentes; estudantes que perderam o primeiro prazo de pré-incrição.

No dia 24/1/2016, os candidatos deverão consultar as escolas da Rede Estadual ou os sites www.sed.ms.gov.br ou www.matriculadigital.ms.gov.br a fim de saber para qual escola foram designados e assim efetuar a matrícula, dentro do prazo, munidos dos documentos exigidos na ficha de inscrição.

Para efetuar a matrícula, os candidatos deverão apresentar os seguintes documentos: cópia da certidão de nascimento, casamento ou documento de identidade; guia de transferência e histórico escolar (quando necessário); comprovante de residência; carteira de trabalho (se o aluno for trabalhador); quatro últimos comprovantes de doação de sangue (se a opção for marcada na pré-inscrição); laudo médico ou atestado (se o estudante possuir necessidades específicas).

Nas áreas rurais e indígenas, as matrículas são realizadas diretamente nas escolas.

Dúvidas e informações, na Central de Matrículas: 0800-6470028.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Instabilidades aumentam e chuvas podem voltar a partir desta quarta-feira
REGIÃO
Polícia Militar Ambiental de Costa Rica autua em R$ 10 mil e interdita lava jato e borracharia por poluição ambiental
JUSTIÇA
Universidade que descumpriu parcelamento privado deve indenizar estudante
ECONOMIA
Tesouro descarta preocupação com encurtamento da dívida pública