Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021
Capital

Paralisação suspende parcialmente funcionamento de creches

09 novembro 2016 - 13h10Por Fonte: correiodoestado
Iniciada nesta quarta-feira, a greve de trabalhadores que atuam nos Centro de Educação Infantil (Ceinfs) e Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) já afeta o funcionamento das unidades. Segundo a prefeitura, levantamento de quantos Ceinfs e Cras foram afetados com a paralisação ainda está sendo feito.

Apesar do balanço oficial ainda não ter sido divulgado, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) admite que alguns dos 100 Ceinfs e Cras que existem em Campo Grande estão com atividades parcialmente suspensas.

O motivo do protesto dos trabalhadores, segundo o Sindicato dos Empregados em Entidades Culturais, Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional no Estado de Mato Grosso do Sul (Senalba), é o atraso nos pagamentos por parte da prefeitura, que estaria atrasando repasses para Omep e Seleta, instituições responsáveis pelas contratações.

Nos últimos meses, a categoria reclama que o pagamento que geralmente era pago no 5º dia útil, não tem tido data fixa para ser depositado. A mesma situação acontece com joven aprendizes que estudam no Instituto Mirim de Campo Grande e que atuam em repartições públicas.

Os salários dos trabalhadores de creches variam de R$ 880 a R$ 963. A prefeitura ainda não se pronunciou sobre a nova paralisação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
Em liberdade e monitorada: onça resgatada em incêndio do Pantanal é devolvida à natureza
GERAL
Governo cria Cadastro Nacional das Organizações Religiosas
SAÚDE
Mais de 30 mortes por coronavírus são registradas em apenas um dia no Estado
PONTA PORÃ
Após receber denúncia de violência doméstica, Polícia Militar prende dupla por porte ilegal de arma