Menu
Busca quinta, 09 de julho de 2020
Trânsito

Pedro Juan impõe mais rigor no controle de documentos e emplacamento de motocicletas

06 novembro 2015 - 12h28Por Fonte: reporterms
A Polícia Municipal de Trânsito da Prefeitura (Intendência) de Pedro Juan Caballero está implantando algumas mudanças no serviço de fiscalização sobre a circulação de motocicletas na cidade, com a finalidade de contribuir com a campanha “Motociclista Legal”, que envolve o município paraguaio e a sua cidade-irmã, Ponta Porã, em busca de um trânsito mais humano e com menor índice de violência.

Na manhã desta quinta-feira (05), o inspetor maior da Polícia Municipal de Trânsito, Genaro Gavilan, esteve na Prefeitura Municipal de Ponta Porã, onde participou de reunião com o secretário municipal de Segurança Pública, Ulisses Alcaraz, e com o coordenador em exercício da Guarda Civil Municipal, Uilson Larroque da Costa, oportunidade em que apresentou tabelas de valores cobrados pela municipalidade de Pedro Juan, para a liberação da “Patente de Rodados” – um selo anual que autoriza o trânsito do veículo.

Além de deixar claro que a Polícia de Trânsito vai passar a efetuar “blitzes” mais frequentes, para fiscalizar o uso de capacete (“casco”) e o porte de documentos pessoais e do veículo, bem como o emplacamento. A princípio o trabalho será educativo e de orientação aos motociclistas, mas, nos próximos meses, passará a aplicar multas e apreender veículos irregulares.

SELO ANUAL

Para obter o selo anual de trânsito, a motocicleta deve estar em nome da pessoa que requisitar o licenciamento. Obviamente, um cidadão (ã) paraguaio, ou um estrangeiro que seja naturalizado (possuir documento de migração), com trabalho ou estudo e endereço no Paraguai.

Se a pessoa for brasileira, sem a migração, a única maneira de legalizar a motocicleta é colocar em nome de um parente ou alguém de confiança que resida em Pedro Juan, registra tudo em nome desta pessoa e depois circula com uma autorização do proprietário (registrada em cartório) para poder conduzir o veículo.

DOCUMENTOS

Para obter o licenciamento municipal, o cidadão precisa apresentar fotocópia autenticada do Certificado de Venda, da Fatura Legal e da Cédula de Identidade.

Os preços para motocicletas ano 2015 são os seguintes: 100cc – G$ 117.000 (R$ 80,00); 110 cc – G$ 127.000 (R$ 87,50); 125cc – 147.000 (R$ (101,00); 150cc – 167.000 (R$ 115,00); 170cc – G$ 177.000 (R$ 122,00) e 200cc 187.000 (R$ 129,00). As motocicletas de cilindradas superiores a estas têm valores maiores. Os preços vão baixando de acordo com o ano do veículo. Da mesma forma, em 2016 o valor para motos 2015 será menor e consequentemente inferior ano a ano.

HABILITAÇÃO

A Carteira de Habilitação (que também passará ser obrigatória) é feita na esfera estadual, a exemplo do que é efetuado no Brasil, através do Detran).

Os documentos exigidos (sempre para cidadãos paraguaios ou naturalizados) são fotocópia da Cédula de Identidade; comprovante de laboratório com tipagem sanguínea e comprovante de endereço.

Os preços variam de acordo com as categorias: motociclista – G$ 122.880 (R$ 85,00); particular (para automóveis e caminhonetas) – G$ 123.760 (R$ 85,50); profissional B (para utilitários até 5t) – G$ 125.300 (R$ 86,50); profissional B superior ( para veículos pesados com 2 e 3 eixos) – G$ 125.300 (R$ 86,50), mesmo preço praticado para profissional C e A (máquinas agrícolas e transportes públicos).

EMPLACAMENTO

Já para efetuar o emplacamento, também no Departamento Estadual de Trânsito, o cidadão vai gastar, segundo o inspetor Genaro Gavilan, cerca de G$ 400.000 (R$ 276,00). Considerando hoje um câmbio Real/Guarani em torno de G$ 1.450, para que a pessoa obtenha todos os documentos para circular regularmente nos dois lados da fronteira, a despesa total ficará em aproximadamente G$ 690.000, ou R$ 475,00.

Bom reprisar que todos estes documentos só existem para cidadãos paraguaios ou brasileiros com carteira de migração e endereço no Paraguai.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante pandemia
SAÚDE
Usar máscara em academias não prejudica saúde, dizem especialistas
EDUCAÇÃO
MEC anuncia novas datas de aplicação do Enem 2020
SEGURANÇA PÚBLICA
Seguindo diretrizes nacionais, Agepen prorroga suspensão de visitas até o dia 31