Menu
Busca segunda, 26 de outubro de 2020
MS

Pesquisa identifica uso do eucalipto para auxiliar na produção de leite

Óleo funciona como inseticida contra a mosca-do-chifre

04 maio 2016 - 11h41Por Fonte: correiodoestado
O eucalipto tem ajudado na composição da balança comercial de Mato Grosso do Sul, principalmente com a exportação de celulose. Mas um novo produto feito a partir dessa plantação pode agregar à economia do Estado.

Pesquisadores estão estudando a viabilidade de se produzir um inseticida natural e eficiente para combater a mosca-do-chifre, que debilita vacas e atrapalha na produção de leite.

Os defensivos utilizados atualmente para eliminar o inseto são sintéticos e tem interferência direta na qualidade de leite.

Para resolver essa problemática, há seis anos o laboratório de pesquisa em entomologia da Universidade Anhanguera Uniderp trabalha na produção de óleo de eucalipto para servir de repelente contra esse vetor.

O engenheiro agrônomo Silvio Fávero, coordenador da pesquisa, destacou que esse mesmo produto já foi identificado como sendo eficaz contra pragas agrícolas.

"Já temos resultados positivos na utilização do óleo de eucalipto no combate às pragas agrícolas como a lagarta do cartucho e o percevejo marrom da soja, além de ser eficaz em vetores como o barbeiro e a mosca doméstica", explicou o engenheiro.

O óleo de eucalipto, por ser natural, tem menor impacto nocivo aos animais. Ao mesmo tempo, a pesquisa identificou que ele age diretamente no sistema nervoso do inseto nos sítios octopaminérgicos. "Esta solução é menos tóxica para o homem e fatal para a mosca", garantiu o pesquisador.

Os testes vem sendo feitos em laboratório com três diferentes espécies de eucalipto. Segundo os pesquisadores, é preciso verificar qual destes apresenta a concentração adequada para combater o mosquito.

A Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect) ajuda no financiamento do trabalho, que é desenvolvido entre mestrandos e doutorandos do curso de Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional.

PLANTAÇÃO IMPORTANTE

Somente no primeiro trimestre deste ano, a exportação da celulose acumulou alta de 22% em valores e 19,43% em volume (comparado com mesmo período de 2015).

No campo, o plantio da espécie continua atraindo produtores de outras culturas, principalmente, da pecuária, mesmo diante da crise econômica, com a alta do dólar, que manteve os preços da madeira estagnados no mercado interno como reflexo do aumento da oferta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Com novos testes positivos, casos de Covid-19 continuam crescendo em todo o MS
TRÁFICO
Motorista de guincho suspeita de contratante, aciona polícia e droga é encontrada dentro de carro em MS
SERVIDOR
Sonho que virou realidade, piloto da PM tem orgulho em servir a sociedade
CRIME AMBIENTAL
Polícia Militar Ambiental de Mundo Novo localiza e autua um pescador e autuará outro que divulgaram vídeo e fotos nas redes sociais praticando pesca predatória