Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
Ponta Porã

Pistoleiro é morto ao executar homem em Ponta Porã

Pistoleiro é morto ao executar homem em Ponta Porã

17 março 2016 - 07h35
Da redação

Um suposto agiota foi morto a tiros por pistoleiros na rua Caiobi, no bairro Jardim das Oliveiras em Ponta Porã, na noite desta quarta-feira (16) por volta das 21h30. Os pistoleiros invadiram a residência, com armas de grosso calibre e o executaram a tiros, mas a vítima ainda teve tempo de reagir e matar um dos pistoleiros.

De acordo com o Porã News, a vítima foi identificada como, Estevão Rodrigues de Melo, de 50 anos, que se encontrava no portão de sua residência quando chegaram ao local, segundo testemunhas, quatro homens a bordo de uma camionete tipo Toyota Hilux, cor prata, e sem mediar palavras realizaram vários disparos em direção a vítima.

Estevão correu para dentro de sua residência, mas foi perseguido e executado com vários tiros de pistola do calibre 380 e fuzil modelo Ak 47 do calibre 762. Contudo, ele ainda chegou a reagir disparando contra um dos pistoleiros, que ao sair da residência terminou morrendo no portão, e foi identificado como "Clécio".

Agentes da Polícia Técnica e agentes do SIATO acompanhados pelo delegado Jarley Inacio, realizaram os trabalhos de praxe no local do crime, onde recolheram várias evidências e capsulas do calibre 380 e 762, assim como uma pistola do calibre 380 e um fuzil do calibre 762 que, segundo a polícia, estava em poder do suposto pistoleiro além de aparelho de celular e um revolver do calibre 38 que seria da vítima.

Os agentes do SIATO imediatamente, após o duplo homicídio iniciaram investigações a fim de prender os demais componentes que atuaram na execução da vítima.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CULTURA
Fundação de Cultura prorroga inscrições de três editais até segunda-feira
JUSTIÇA
Passageiro que se atrasou para check-in não tem direito a indenização
COSTA RICA
Policia Militar captura foragido da Justiça pelo crime de Estupro
CORREÇÃO
Polícia diz que se enganou e assassino de ator e os pais não foi preso